Após disputa em 2012, Atlético-MG e Flu traçaram caminhos bem distintos

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Site do Atlético-MG

    Jogadores do Atlético-MG comemoram um dos gols na vitória sobre Fluminense, no Brasileiro de 2012

    Jogadores do Atlético-MG comemoram um dos gols na vitória sobre Fluminense, no Brasileiro de 2012

Nesta segunda-feira tem mais um Fluminense x Atlético-MG. Confronto que teve a rivalidade acirrada após o Campeonato Brasileiro de 2012, quando as duas equipes brigaram pelo título nacional. O troféu foi para as Laranjeiras, mas desde então, o clube mineiro vive momentos melhores do que o rival carioca.

Liderado por Fred, hoje o centroavante do Atlético, o Fluminense conquistou o Brasileirão com algumas rodadas de antecedência, após uma disputa ponto a ponto entre o meio do primeiro turno e a reta final do segundo. Se os tricolores festejaram bastante em 2012, a partir de então os atleticanos tiveram muito mais o que comemorar.

Após o título de 2012, o Fluminense só voltou a ser campeão em 2016, ao conquistar a primeira edição da Copa da Primeira Liga. Enquanto isso o Atlético teve conquistas importantes, em destaque a Copa Libertadores de 2013. E a presença no torneio continental é um bom termômetro sobre como foram as últimas temporadas de alvinegros e tricolores.

Na terceira colocação, o Atlético está cada vez mais perto de ir para a Libertadores pelo quinto ano consecutivo. Já o Fluminense não participa do torneio desde 2013, ano seguinte ao título. Se o Atlético faz outra boa campanha no Brasileirão, a equipe comandada por Levir Culpi oscila entre bons e maus momentos. São seis pontos de diferença para o Corinthians, o quarto colocado.

"Todos os times que estão abaixo ou acima precisam vencer, tem de ganhar. É importante par ao Fluminense ganhar da gente, para pegar confiança e subir na tabela. Mas vamos para ganhar, não importa qual seja a briga do adversário. Seja título, Libertadores ou rebaixamento, sempre vamos entrar para vencer"

A vantagem do Atlético se reflete também no confronto direto. Já são 11 partidas de invencibilidade diante do Fluminense, com seis vitórias e cinco empates. O que faz da equipe tricolor a maior vítima atleticana nos pontos corridos. São 12 vitórias do Atlético em 25 confrontos, desde 2003, quando o Brasileirão adotou a atual fórmula de disputa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos