Sensação do Cruzeiro, artilheiro argentino quase foi goleiro em seu país

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Ramón Ábila se tornou a esperança de gols do Cruzeiro na temporada

    Ramón Ábila se tornou a esperança de gols do Cruzeiro na temporada

Marcar gols é a especialidade de Ramón Ábila. O argentino balançou as redes nove vezes em 12 partidas pelo Cruzeiro. A intimidade com a área é uma característica que o acompanha desde o início da carreira. No entanto, quando garoto, a posição era completamente distinta da atual.

O novo xodó da torcida cruzeirense costumava evitar em vez de marcar os gols. O centroavante iniciou a trajetória no esporte usando luvas nos campos de Remedios de Escalada, bairro de Córdoba, sua cidade natal.

A história de Ramón Ábila como goleiro, no entanto, é bem curta. Ainda jovem, ele optou por se tornar centroavante. A mudança foi relatada pelo próprio jogador em entrevista coletiva nos tempos de Huracán, da Argentina: "Era goleiro até que me dei conta de que era mais divertido fazer gols. Então, fui para frente".

A troca de posição fez com que o jogador se tornasse bem-sucedido em seu país. Não é à toa que, em três anos com as cores do Huracán, ele marcou 53 gols em 115 partidas, o que rendeu uma média de 0,46 gol por jogo.

Na Toca da Raposa II, o aproveitamento é ainda melhor. Ele balança as redes adversárias pelo menos uma vez a cada 103 minutos. São nove gols assinalados e 929 minutos jogados pelo Cruzeiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos