Inter tem outro jejum para quebrar após alívio. E ele já dura 105 dias

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Fred Casagrande/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

    Time gaúcho não vence fora de casa desde 29 de maio, diante do Santos

    Time gaúcho não vence fora de casa desde 29 de maio, diante do Santos

Nove jogos ou então 105 dias corridos. Este é o jejum que resta ao Internacional, que voltou a ganhar depois de 14 rodadas do Campeonato Brasileiro. A seca em vigor diz respeito às vitórias fora de casa, que não ocorrem desde o final de maio. À época, o time era treinado por Argel Fucks e ainda colhia os frutos do título estadual.

Em 29 de maio, o Inter bateu o Santos por 1 a 0 em plena Vila Belmiro. O gol de Aylon, após escanteio cobrado por Alex, garantiu a segunda e até aqui última vitória como visitante.

Antes, o Colorado já tinha conquistado três pontos diante do São Paulo, no Morumbi. Desde então, mergulhado na crise técnica e emocional, o time gaúcho não ganhou mais longe de seus domínios.

Em nove partidas, perdeu seis e empatou três. Nas duas mais recentes, viu tudo mudar nos minutos finais. Aos 45 do segundo tempo, levou o gol da derrota da Chapecoense. E aos 43, cedeu empate ao Sport.

Na tabela desmembrada do Brasileirão, o Inter é 11º colocado quando o critério é desempenho fora de casa. Com apenas nove pontos conquistados. O que torna a missão da 24ª rodada mais difícil é o histórico do Atlético-PR.

O time de Paulo Autuori só perdeu uma vez na Arena da Baixada, e foi para o líder Palmeiras. Em 11 partidas, levou apenas quatro gols e acumula 26 pontos como mandante.

"Não vamos levar isso em conta, vamos como se fosse em qualquer lugar", disse o zagueiro Eduardo.

Pontuar fora não é mais uma questão adicional. Lutando contra o rebaixamento, o Internacional precisa somar também como visitante. E o jejum longe de casa já é grande.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR X INTERNACIONAL

Data e hora: 11/09/2016 (domingo), às 16h (Brasília)
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Transmissão na TV: Globo (somente para o RS) e PPV
Árbitro: Paulo Schleich Vollkopf (MS)
Auxiliares: Leandro dos Santos Ruberdo e Cícero Alessandro de Souza (ambos do MS)

Atlético-PR: Weverton; Galhardo, Paulo André, Marcão e Nicolas; Otávio, Hernani e Pablo; Lucas Fernandes, Luan e André Lima
Técnico: Paulo Autuori

Internacional: Danilo Fernandes; William, Eduardo, Ernando e Artur; Rodrigo Dourado, Eduardo Henrique, Valdívia e Seijas; Nico López e Aylon
Técnico: Celso Roth

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos