Sport vira sobre o Santa em jogo eletrizante e se distancia da degola

Do UOL, em São Paulo

Teve de tudo no Clássico das Multidões neste domingo: oito gols, expulsões e clima de tensão entre os atletas. Em uma partida eletrizante, com sete gols apenas no segundo tempo, o Sport, após uma série de reviravoltas, bateu o Santa Cruz por 5 a 3 na Ilha do Retiro e ganhou confiança para se distanciar da zona de rebaixamento. 

O Santa Cruz marcou os dois primeiros gols e chegou a ter 3 a 2 a 20 minutos do apito final, mas não evitou a reação inacreditável do rival. 
 
Os gols do Sport foram marcados por Durval, Rodney Wallace, Ruiz, Everton Felipe e Vinícius Araújo. Keno, João Paulo e Bruno Moraes fizeram para o Santa Cruz. 
 
Com a vitória, o Sport foi aos 30 pontos, pulando para a 13ª colocação. O Santa segue na vice-lanterna, com 20 pontos. 
 
Na quarta-feira, às 21 horas, o Santa Cruz recebe o Atlético-PR em Recife. Às 19h30 da quinta-feira, o Sport tem uma pedreira pela frente: desafia o Atlético-MG fora de casa. 
 

Do céu ao inferno: Tiago Cardoso vai bem, mas não evita virada do Sport

O goleiro tricolor, que tem fama de crescer nos confrontos diante do Sport, teve muito trabalho a partir do momento em que o Santa Cruz se preocupou somente em defender. Foram três excelentes defesas de Tiago Cardoso no primeiro tempo, além de sua segurança na hora de sair do gol. Ele, no entanto, não resistiu ao bombardeio do Sport na segunda etapa e sofreu cinco gols. 

Cartão vermelho e tentativa de agressão: o descontrole de Diego Souza

Diego Souza deu novas demonstrações de seu temperamento forte dentro dos gramados. Conhecido pelas declarações polêmicas e por se envolver em confusões com jogadores rivais, o camisa 87 rubro-negro roubou a cena no segundo tempo da vitória por 5 a 3 de seu clube sobre o Santa Cruz.

Apesar de participar de boa parte das jogadas de ataque no segundo tempo, o jogador discutiu bastante com Derley e foi expulso ao lado do rival pelo árbitro Leandro Vuaden. Revoltado, tentou agredir o adversário na saída do gramado e precisou ser contido pelos companheiros. 

Quem foi mal: Paulo Roberto deixa a desejar no meio rubro-negro

Apático, o volante do Sport foi driblado por Keno no lance do primeiro gol do Santa Cruz e não conseguiu distribuir o jogo do meio-campo para o ataque. Foi sacado por Oswaldo de Oliveira, que colocou Éverton Felipe em campo.

Início arrasador do Santa Cruz

Precisando desesperadamente somar pontos para chegar à reta final do Brasileiro ainda com chances de não voltar à Série B, o Santa Cruz partiu para cima do Sport logo no começo da partida. A proposta ofensiva surtiu resultado logo aos 6 minutos, quando Keno, depois de chutar em cima de um adversário, aproveitou o rebote e abriu o placar com um chute colocado no canto esquerdo do goleiro Magrão.

Sem inspiração, Sport para na defesa do Santa

Após o gol de Keno, o Santa recuou suas linhas de marcação, permitindo que o Sport ficasse mais com a bola e levasse mais perigo ao goleiro Tiago Cardoso. Faltava, entretanto, mais organização na articulação das jogadas. Neto Moura, Paulo Roberto e Diego Souza, com dificuldades na construção das jogadas e abusando dos erros em passes e cruzamentos, não conseguiam abastecer Rogério e Ruiz.

Sport cresce produção, mas Tiago Cardoso salva o Santa

O Santa Cruz abriu mão de atacar e assumiu uma postura extremamente defensiva. Pouco ameaçado pelo rival, o Sport começou a encontrar espaços e passou a levar muito perigo ao gol de Tiago Cardoso.

A primeira grande oportunidade do Sport veio aos 35 da etapa inicial. Diego Souza acertou cruzamento para Neto Moura, que cabeceou com firmeza e só não empatou porque Tiago Cardoso fez uma defesa incrível. Dois minutos depois, o goleiro tricolor voltou a brilhar e evitou o gol de Rogério em um chute cruzado.

O bombardeio do Sport no fim da primeira etapa teve seu último capítulo aos 47 minutos. Ruiz, de dentro da área, cabeceia e obriga Tiago Cardoso a fazer mais uma grande defesa. No rebote, Durval teve boas condições para igualar o placar, mas isolou a bola.

Santa amplia com belo gol de João Paulo

As recomendações de Doriva no intervalo para que o Santa voltasse a pressionar o Sport funcionaram logo no início da etapa final. Os visitantes ampliaram em um belo chute do meia João Paulo aos 6 minutos. Ele dominou na entrada da área e, com muita categoria, não deu chances de defesa a Magrão.

Sport empata e deixa o jogo quente

O Sport não se abateu com o segundo gol do Santa e continuou em busca da reação. Dois minutos após o gol de João Paulo, Diego Souza cobrou falta da direita e Durval se antecipou à zaga tricolor para desviar de cabeça.

Enquanto o time da casa lutava pelo segundo gol, João Paulo, de longe, acertou o travessão de Magrão.

Aos 24, um vacilo do Santa Cruz deixou Rodney Wallace em boas condições para empatar o jogo. O lateral não desperdiçou a oportunidade, anotou o segundo gol do Sport e levou a torcida rubro-negra ao delírio na Ilha.

Clássico pega fogo e termina com expulsões

Quando a equipe rubro-negra dava sinais de que chegaria à virada, o Santa jogou um balde de água fria na reação do time da casa. Dois minutos separaram o empate do Sport do terceiro gol dos visitantes. Bruno Moraes, entre os zagueiros, aproveitou assistência de Keno e cabeceou para as redes.

Em um clássico imprevisível, Ruiz, aos 35, escorou cruzamento de Diego Souza, deixando o Sport vivo no jogo e os ânimos acirrados entre os atletas. Em seguida, Diego Souza e Derley se desentenderam no gramado e foram expulsos.

Na base da raça, o Sport marcou seu quarto gol com com Vinícius Araújo, que recebeu de Ruiz e, livre, empurrou para as redes. Já nos acréscimos, Everton Felipe acertou um lindo chute, concretizando a reação incrível do time da casa. 

FICHA TÉCNICA

SPORT 5 X 3 SANTA CRUZ

Data e hora: 11/09/2016 (domingo), às 16h

Local: Ilha do Retiro, em Recife

Árbitro: Leandro Vuaden

Auxiliares: Lucio Beiersdorf Flor e Jorge Eduardo Bernardi

Cartões amarelos: Apodi e Ruiz (Sport)

Cartões vermelhos: Diego Souza (Sport); Derley (Santa Cruz)

Gols: Durval, Rodney Wallace, Ruiz, Vinícius Araújo e Everton Felipe (Sport); Keno, João Paulo e Bruno Moraes (Santa Cruz)

SPORT

Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval, Rodney Wallace; Paulo Roberto (Everton Felipe), Rithely, Neto Moura (Apodi), Diego Souza; Rogério (Vinícius Araújo) e Luis Carlos Ruiz. Técnico: Oswaldo de Oliveira

SANTA CRUZ

Tiago Cardoso; Léo Moura, Neris, Danny Morais, Allan Vieira; Uillian Correia, Derley, João Paulo, Pisano (Arthur); Keno (Jadson) e Bruno Moraes (Wallyson). Técnico: Doriva

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos