Grêmio troca de capitão para proteger lateral das críticas

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio FBPA

    Pedro Geromel (d) virou capitão no lugar de Marcelo Oliveira (e)

    Pedro Geromel (d) virou capitão no lugar de Marcelo Oliveira (e)

Marcelo Oliveira deixou de ser o segundo na hierarquia de donos da braçadeira de capitão no Grêmio. Antes primeiro imediato de Maicon, ele viu Pedro Geromel assumir o posto no último domingo, contra o Palmeiras. E a explicação do técnico Roger Machado atestou a necessidade de proteção. 

"O Pedro (Geromel) já foi capitão outras vezes. Outros jogadores já assumiram. Eu tenho dentro da minha cabeça que a faixa é complementar à liderança que existe no grupo. Alguns atletas se destacam, outros assumem outras funções. O importante é ter vários líderes. Nos períodos de crise, o torcedor acaba marcando um determinado jogador. O Marcelo tem sofrido isso. A faixa de capitão com o Pedro foi para isso, para deixar o Marcelo mais tranquilo. O Pedro, sim, é unanimidade, então era importante", argumentou Roger. 
 
Marcelo Oliveira é alvo de críticas da torcida repetidamente. No entanto, o mesmo tom não se vê no comando técnico. Quando resolveu promover alteração na zaga, Roger colocou Kannemann no lugar de Wallace Reis e manteve Oliveira prestigiado. 
 
A entrada do argentino até era pretendida pelos aficionados, mas na lateral, função que ele já fez quando atava pelo San Lorenzo, da Argentina. 
 
No primeiro semestre, Marcelo Oliveira tinha a sombra de Marcelo Hermes. No entanto, Hermes se negou a renovar contrato e irritou a direção do Grêmio com pedidas salariais acima do comum. Foi afastado do elenco e abriu vaga para Iago, que quando solicitado mostrou bom futebol. 
 
O Tricolor retoma treinamentos nesta segunda-feira. Na quarta, o adversário será a Ponte Preta, fora de casa. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos