Polícia detém 50 atleticanos que planejavam emboscada contra torcida do Flu

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Bruno Cantini/Atlético-MG

A Polícia Militar do Rio de Janeiro evitou o que poderia se transformar em mais uma tragédia no futebol brasileiro. Membros da torcida organizada do Atlético-MG, Galoucura, não cumpriram o combinado para receber a escolta do Gepe (Grupamento Especial de Policiamento em Estádio). Eles chegaram ao Rio de Janeiro bem mais cedo do que deveriam e se desvencilharam da polícia.

Os integrantes participaram de um churrasco junto com membros da Força Jovem do Vasco, que mantém parceria com os mineiros. Após a confraternização, um ônibus lotado e mais um carro particular foi interceptado pela polícia militar, que encontrou pedações de madeira, barras de ferro e pedras no interior do veículo.

"Tínhamos marcado um horário na Washington Luís (BR 040), mas simplesmente decidiram chegar bem mais cedo. Após um churrasco em uma comunidade em Mesquita foram detidos na tentativa de fazer uma emboscada à organizada do Fluminense", disse Major Sílvio ao UOL Esporte.

Ainda não há uma contagem oficial dos torcedores detidos, mas segundo o Gepe certamente passa dos 50. Existe a possibilidade da Galoucura sofrer uma sanção nas próximas viagens ao Rio de Janeiro.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos