Argel nega 'sabor' em ganhar do Inter. Mas pede reconhecimento do trabalho

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

Argel Fucks conquistou dois títulos pelo Internacional, mas acabou demitido em julho. E nesta quinta-feira (15) conseguiu sua desforra. No comando do Vitória, venceu o Inter pelo placar de 1 a 0, no Beira-Rio. Depois da partida, negou 'gosto especial', mas pediu reconhecimento do trabalho. 

"Trabalhei um ano aqui, conquistei dois títulos. Marcamos história com um trabalho de um ano inteiro. Sabíamos das dificuldades, mas não teve gosto especial. Há um respeito muito grande. Conhecemos o adversário e ele nos conhece muito bem, também", explicou o técnico. 
 
O Vitória comandado por ele lembrou muito o Internacional. Fechado, jogando 'por uma bola', o time conseguiu sair na frente com gol de Kanu e depois permaneceu controlando o adversário até somar os pontos. 
 
Criticado quando comandava o Colorado, Argel pediu reconhecimento a seu trabalho. Sublinhando os bons momentos, enalteceu tudo que fez desde o meio do ano passado até julho deste ano. 
 
"Não cabe a mim responder sobre o Internacional, respondo pelo Vitória. Tenho um carinho pelo Inter, trabalhei um ano aqui, mas espero que valorizem agora nosso trabalho. É muito difícil ser campeão. Espero que coloquem a mão na consciência para saber como é difícil ganhar, permanecer um ano no clube. Não posso responder se o Internacional irá ou não cair. Minha responsabilidade não é sobre o Inter, mas sobre o Vitória", disse. 
 
Argel deixou o Internacional com mais de 60% de aproveitamento. Conquistou o título do Gauchão e ainda a Recopa Gaúcha. Só que uma série de resultados negativos culminou na saída dele. Depois, porém, a linha continuou e chegou a 14 partidas sem vitória. 
 
"É engraçado. Saímos do Internacional deixando o time com seis vitórias. Dois técnicos passaram e o Inter hoje tem sete", argumentou. "O técnico vive de resultados. Perdemos quatro jogos no comando do Inter, em cinco jogos. Em seguida, aconteceu. Fui muito bem tratado no Inter. Não tenho dúvida nenhuma, quem sabe daqui a uns anos eu não possa voltar. Marquei história no clube, treinador vive de título, não de campanhas", finalizou. 
 
O Internacional pega o América-MG no próximo domingo. O Vitória terá pela frente o Botafogo. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos