Torcida protesta após derrota do Inter e Roth aprova: "Cobertos de razão"

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

Tão logo o Internacional perdeu para o Vitória em casa por 1 a 0, cerca de 100 torcedores se postaram em frente a saída dos jogadores no Beira-Rio para protestar. Entre gritos de ordem e chutes em divisórias, os aficionados tentaram pressionar pelo retorno dos bons resultados. E o técnico Celso Roth concordou com a reclamação. 

"A torcida que nos ajudou contra o Santos, hoje está coberta de razão. Fomos muito mal. Sem criatividade, sem jogadas, nenhuma chance clara de gol. Algumas chegadas esporádicas, e isso nos preocupa. O torcedor está com toda razão. Temos que seguir adiante porque o campeonato tem muitos jogos e teremos que buscar os pontos que perdemos aqui", disse Roth em entrevista coletiva. 
 
Em campo, o Inter não teve a mesma intensidade dos demais jogos. Acabou vazado no início do segundo tempo e não igualou o placar. A derrota afunda o time na zona de rebaixamento. Com 27 pontos, o Colorado é 18º na tabela. 
 
"Por que a torcida está reclamando? Porque hoje não tivemos nem a marcação pressão que fizemos. Por que fizemos contra o Santos e hoje não? Isso que nos preocupa. Sabíamos que o Vitória viria jogar por uma bola, que nos marcariam. Isso precisa ser corrigido", explicou. 
 
No pátio do Beira-Rio, a atitude dos aficionados não foi além de gritos e pancadas em divisórias. De pronto, seguranças do clube se postaram defendendo o estádio e a passada dos jogadores. Não houve conflito. 
 
"Sabemos que há muita pressão e temos que conviver com ela. Mas vamos rever algumas coisas para sair desta situação", finalizou Roth. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos