Um demitido e dois (bem) criticados. Vida dos técnicos esquentou na rodada

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Fotoarena

    O técnico Cuca durante jogo do Palmeiras contra o Flamengo

    O técnico Cuca durante jogo do Palmeiras contra o Flamengo

Roger Machado deu adeus ao Grêmio. Sem falar com a imprensa, o técnico pediu as contas para a diretoria depois da derrota para a Ponte Preta por 3 a 0.

O treinador não aguentou a sequência de resultados negativos e agora o tricolor gaúcho terá que correr atrás de um substituto.

Já outros dois vão dormir com a cabeça quente.

Cristóvão Borges teve que explicar o fato de ter feito apenas uma substituição no empate com o Coritiba. O resultado diante de um rival que luta para não cair fez o Corinthians deixar o G-4.

"A equipe estava bem, jogo fluindo, desenvolvendo bem, conseguindo variações que precisa. Às vezes uma alteração podia surtir efeito, mas também podia desarrumar algo arrumado. A equipe estava indo bem, por isso não alterei", explicou.

Zé Ricardo, do Flamengo, porém, nem chegou a ver as reclamações. Mas os torcedores do Flamengo não perdoaram assim que viram o treinador optar em tirar o meia Diego depois que Márcio Araújo foi expulso no final do primeiro tempo.

Mas a orelha esfriou logo no começo da segunda etapa. Ele colocou Alan Patrick e, no primeiro toque do atacante, ele fez o gol.

Cuca, que comanda o líder Palmeiras, amenizou no tom, mas não poupou muito as críticas pelo empate com o Flamengo, em casa.

"Fomos passivos", afirmou. "Senti uma equipe muito nervosa, muito apressada. O que faltou foi a criação", completou.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos