Como Corinthians e Palmeiras podem vencer o clássico? Blogueiros opinam

Do UOL, em São Paulo

  • Adriano Vizoni/Folhapress

    Corinthians e Palmeiras se enfrentam no Campeonato Brasileiro

    Corinthians e Palmeiras se enfrentam no Campeonato Brasileiro

Em momentos distintos do Campeonato Brasileiro, Corinthians e Palmeiras se enfrentam neste sábado, às 16h (de Brasília), na Arena Corinthians. O time alvinegro tenta voltar ao G-4 e aliviar a pressão sobre o técnico Cristóvão Borges, enquanto a equipe alviverde, perseguida pelo Flamengo, busca se manter na liderança.

Os blogueiros do UOL Esporte analisaram o clássico e deram suas opiniões: o que cada time deve fazer para sair vencedor? O Corinthians tem que reconhecer que o rival vive melhor momento? E o Palmeiras, precisa controlar melhor seus nervos? Confira as respostas a seguir.

Juca Kfouri

O Corinthians precisa ser humilde, reconhecer que é inferior e jogar por uma bola, em contra-ataques.

O Palmeiras tem que ser corajoso, não se intimidar por jogar em Itaquera e se impor no campo do rival, além de explorar a fragilidade da defesa corintiana nas bolas altas.

Alexandre Praetzel

O Corinthians deve trabalhar mais a bola no meio-campo, aproveitando a qualidade de Camacho, e forçar as jogadas com Marlone e Lucca pelos lados. Sem Fagner e Uendel, o time perde boa capacidade de apoio. Gustavo é forte na bola aérea, mas terá boa disputa com Mina e Edu Dracena. Ele pode fazer mais pivô e tabelas com os meias, além de ter boa conclusão.

O Palmeiras não pode ser tão dependente de Gabriel Jesus. Com sua ausência, colocaria Rafael Marques mais centralizado e abrindo espaços também para Dudu e Roger Guedes. No meio-campo, vejo Tchê Tchê e Moisés como dois pilares de armação e marcação. Os dois têm bons chutes e devem explorar esta qualidade. Acredito que Jean e Zé Roberto devem guardar mais as posições pelos jogadores que irão enfrentar.

Paulo Vinicius Coelho

O Corinthians precisa ter paz. O reencontro com a torcida não pode ser tenso. Com tranquilidade, jogar com posse de bola, como no primeiro tempo contra o Santos.

O Palmeiras precisa marcar no campo de ataque, roubar a bola e impor velocidade. Jogar bem, dentro da característica do time.

Menon

O Corinthians precisa se proteger melhor. O time marca alto, mas Cristian e Willians marcam mal. Além disso, os laterais Fagner e Uendel estão fora do jogo. A partir da precaução defensiva, apostar em um ataque de velocidade, sem centroavante fixo.

O Palmeiras deve apostar no jogo pelos lados do campo, com as duplas formadas por lateral e atacante impondo ritmo forte à partida. E deve ter Alecsandro no ataque. Tem bom aproveitamento na bola aérea

André Rocha

O Corinthians precisa se comportar como mandante. Adiantando as linhas como pede Cristóvão Borges, mas fazendo pressão no homem da bola para dificultar ainda mais o rival - que viverá o dilema de precisar atacar para vencer e não correr o risco de perder a liderança, mas saber da força e da invencibilidade do rival em Itaquera. Explorar o lado de Zé Roberto, mal protegido por Dudu, pode ser interessante.

O Palmeiras não pode ter tanta pressa de definir as jogadas, embora seja a principal característica dos times de Cuca. Nem recorrer apenas à bola aérea por conta da ausência do talento - leia-se Gabriel Jesus. O time precisa daquilo que faltou no empate com o Flamengo: saber controlar o jogo e a própria ansiedade pela necessidade do resultado. Acelerar o contragolpe e aproveitar os espaços às costas da lenta zaga corintiana, no momento certo, pode ser boa solução.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos