Atuação no segundo tempo deixa empate com gosto amargo para o Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

Ao contrário do que disseram alguns jogadores do Atlético-MG, os atletas do Cruzeiro lamentaram a igualdade por 1 a 1 dentro do Mineirão. Pelas circunstâncias do jogo, resultado normal para o maior clássico do estado. Porém, se tratando de números, os cruzeirenses lamentaram bastante a vitória que não veio. Apesar de apresentar um bom rendimento, o clube segue bem próximo da degola, a dois pontos do Z-4.

"Matematicamente, não é bom para ninguém. Jogo truncado, duas equipes se gladiaram bem no meio, foi um bom jogo, um bom clássico. Agora temos que mirar a próxima partida e buscar uma vitória", comentou o zagueiro Léo, ainda citando o Atlético, que luta pelas primeiras colocações.

Bastante equilibrado, o clássico mineiro teve dois tempos bastante distintos. Na etapa inicial, o Atlético jogou melhor e saiu na frente com o Clayton. Já no segundo tempo, o Cruzeiro foi para cima, reagiu e empatou com Robinho. O time celeste ainda teve ótimas chances para marcar com Ábila e Élber, mas saiu de campo apenas com o empate.

"O Atlético foi melhor no primeiro, mas fomos muito superiores no segundo. Criamos oportunidades e poderíamos até ter saído com a vitória. Mas fico feliz por ter entrado, ainda estou sem ritmo, mas fui feliz ao dar o passe para o Robinho fazer o gol", disse o atacante Élber, autor da assistência para o gol de empate e grande nome do Cruzeiro no segundo tempo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos