Cruzeiro e Atlético-MG empatam no Mineirão. Resultado ruim para os dois

Enrico Bruno, Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Nem o torcedor do Cruzeiro e muito menos o torcedor do Atlético-MG ficaram satisfeitos com empate 1 a 1, no clássico mineiro, disputado neste domingo, no Mineirão. Resultado que deixou o Atlético mais longe dos líderes do Brasileirão. São cinco pontos para o Palmeiras e quatro para o Flamengo.

Já o Cruzeiro segue a sina de poucas vitórias como mandante e, consequentemente, não consegue ganhar uma boa distância para as equipes que estão na zona do rebaixamento. Caso Vitória e Internacional vençam Botafogo e América-MG, respectivamente, o Cruzeiro termina a rodada entre os últimos colocados.

Torcida do Cruzeiro chega no limite com Lucas

Vaias a cada vez que Lucas pegava na bola. Um sinal claro que a torcida do Cruzeiro já não tem a menor paciência com o lateral direito. É verdade que o camisa 2 até acertou um belo cruzamento, já no final da primeira etapa, mas é muito pouco para ser titular da equipe. Lucas foi facilmente envolvido pelos adversários e errou algumas saídas de bola. O lance do gol, por exemplo, foi cm Fábio Santos sozinho pelo setor do lateral cruzeirense. No fim, Lucas ainda foi expulso e desfalca o Cruzeiro contra o Flamengo.

Robinho deixa o jogo mais cedo e vê xará empatar

Preservado da partida contra o Sport, para jogar o clássico inteiro, Robinho ajudou o Atlético. Fez boas jogadas, deu dribles e bons passes. Mas não foi decisivo como nas jornadas anteriores. O atacante atleticano suportou o ritmo do clássico somente até os 27 minutos do segundo tempo, quando deu lugar a Cazares. Três minutos depois o Cruzeiro empatou, com o outro Robinho.

Ábila perde as melhores chances do Cruzeiro no jogo

Não há dúvidas de que Ramón Ábila é um goleador nato. O argentino chegou fazendo muitos gols e foi um dos responsáveis pela reação cruzeirense na temporada. Até por se tratar do homem-gol do Cruzeiro, Ábila não podia perder a melhor chance do time no clássico com o Atlético. Já no final do primeiro o argentino ficou sozinho com Victor, mas chutou a bola para fora. No segundo tempo, foi a vez de mostrar oportunismo e aproveitar uma bola cruzada por Edimar e que desviou na defesa. No entanto, Ábila chutou na trave.

Mano faz troca ousada e é premiado com o empate

Derrota por 1 a 0 e resultado que pressionava o Cruzeiro na classificação do Brasileirão. Mano Menezes não teve dúvidas e deixou o time mais aberto, tirando um volante e colocando um meia-atacante. Élber entrou no lugar de Ariel Cabral e foi o responsável pela jogada do gol de empate. O camisa 23 que tocou para Robinho marcar.

Marcelo Oliveira barra Pratto e escolhido faz gol

Fred e Lucas Pratto atuaram juntos por oito partidas. Foram 512 minutos com ambos em campo, mas com apenas dois gols da dupla. Apesar de o Atlético ter um aproveitamento superior a 60% quando joga com os dois centroavantes, o desempenho não é dos melhores. Tanto que Marcelo Oliveira barrou Pratto no clássico com o Cruzeiro e optou por mantr Clayton, titular contra o Sport. E o camisa 23 fez o gol do Atlético.

Empate mantém tabus do clássico mineiro

O Cruzeiro entrou para o jogo deste domingo com um tabu de quatro clássicos sobre o rival. Já o Atlético não é derrota pela equipe celeste no Mineirão desde 2013, ou cinco partidas. Com o 1 a 1 deste domingo os dois tabus foram mantidos. O Cruzeiro já soma cinco clássicos sem derrota para o Atlético, com três vitórias, enquanto o lado alvinegro completa seis clássicos de invencibilidade no Mineirão, com quatro vitórias.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1 X 1 ATLÉTICO-MG

Data: 18/09/2016 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Motivo: 26ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Público: 43.381 pagantes
Renda: R$ 1.423.271,00
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Jose Roberto Larroyd (SC)
Cartões amarelos: Fábio Santos e Otero (CAM)
Cartão vermelho: Lucas (CRU)
Gols: Clayton aos 30 min do primeiro tempo; Robinho aos 30 do segundo tempo

CRUZEIRO
Rafael, Lucas, Bruno Rodrigo, Léo e Edimar; Ariel Cabral (Élber, aos 15 do 2º), Henrique (Denilson, aos 38 do 2º) e Robinho; Rafael Sóbis (Alisson, no intervalo), Arrascaeta e Ramón Ábila.
Treinador: Mano Menezes.

ATLÉTICO-MG
Victor, Carlos César (Gabriel, aos 25 do 2º), Leonardo Silva, Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca, Júnior Urso e Otero; Clayton, Robinho (Cazares, aos 27 do 2º) e Fred (Lucas Pratto, aos 19 do 2º).
Treinador: Marcelo Oliveira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos