Diretoria do Atlético-MG relata agressão de cruzeirenses após o clássico

Enrico Bruno, Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Após o clássico alguns funcionários e membros da comissão técnica do Atlético-MG tiveram problemas com torcedores do Cruzeiro. Alguns atleticanos foram agredidos enquanto deixam a área dos camarotes do Mineirão no caminho para o vestiário do estádio. A confirmação do ocorrido partiu do próprio Atlético, através do diretor jurídico do clube, Lásaro Cândido da Cunha.

"Eu e o presidente descemos de elevador, mas alguns integrantes da comissão técnica foram covardemente atacados na descida. Obviamente que são apenas torcedores do clube mandante e não podemos atribuir isso à direção. Mas a gente lamenta profundamente. Tem tanto segurança aqui, nesse Mineirão, que deviam preocupar um pouco mais", disse em entrevista à Rádio Itatiaia.

A bronca do Atlético, no entanto, começou bem antes do clássico. Os torcedores alvinegros tiveram acesso somente a cerca de 5% da carga de ingresso, bem abaixo dos 10% estipulados em regulamento. Algo que deixou a diretoria do Atlético bastante irritada.

"Aliás, já começou na definição do número de ingressos cedidos para a torcida do Atlético. Arrumaram um jeitinho e limitaram em 5%, numa clara violação ao regulamento. Mas isso deixa estar, vamos tratar em outras ocasiões", disse o dirigente atleticano.

Como ninguém ficou machucado, o diretor jurídico do Atlético ainda provocou os cruzeirenses. "Houve agressão, cusparada e empurra-empurra. Mas nossa segurança atuou e deu um chega para lá e saíram todos correndo. Acho que ficaram com medo".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos