Interino culpa ansiedade e nervosismo por nova derrota do Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

A ansiedade e o nervosismo do Grêmio influenciaram diretamente no jogo contra o Fluminense, neste domingo (18). Pelo menos esta é a leitura de James Freitas, treinador interino, logo após o jogo da 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"O nervosismo talvez tenha sido determinante, mas a gente foi para cima e tentou", disse James.

No primeiro tempo, o Grêmio até esboçou uma pressão. Teve volume de jogo, mas não conseguiu criar nenhuma chance clara de gol. Aos 39, depois de passe errado no meio-campo, a defesa ficou exposta e Gustavo Scarpa disparou para marcar.

Atrás do placar, o time gaúcho foi se perdendo minuto atrás de minuto. E terminou a partida sem conseguir ter controle e volume.

"Sofremos um contra-ataque, era o risco que tínhamos que correr, e infelizmente levamos o gol. Em relação aos demais jogos, a gente vinha produzindo em um nível alto, mas a fase não é boa. Começa a gerar uma ansiedade e a gente começa a finalizar sem ter o melhor ângulo. A gente fica desequilibrado", comentou o interino.

Com a derrota, o Grêmio segue parado nos 37 pontos. A sequência sem vitórias no Brasileirão aumentou para sete jogos – cinco derrotas e dois empates.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos