Como o Inter quer explorar fraqueza do pior mandante do Brasileirão

Do UOL, em Porto Alegre

  • Divulgação/Inter

    Inter não vence fora de casa há 10 jogos. Se ganhar em BH, pode sair da degola

    Inter não vence fora de casa há 10 jogos. Se ganhar em BH, pode sair da degola

Ninguém ganhou tão pouco sob seus domínios do que o América-MG. Lanterna do Campeonato Brasileiro, o time de Belo Horizonte venceu apenas três das 12 partidas que fez em casa. Para o Internacional, estes números soam como música. O time gaúcho precisa ganhar para sair da zona do rebaixamento e já tem a estratégia para conseguir isto nesta segunda-feira (19), a partir das 20h (Brasília).

A primeira ideia é trocar o estilo de jogo. Com duas derrotas consecutivas, o Inter não quer mais correr riscos. Assim, vai encher o time de volantes e se fechar.

O pensamento tem ligação com a condição do América-MG. Em casa, o time de Enderson Moreira vai precisar se expor. E ao se expor, deverá encontrar um Inter compacto. Com a missão de ser vertical.

"Nós precisamos ter um meio mais forte, um meio cheio, um meio combativo. Essa é a razão fundamental. Eu quero um time muito mais forte no sentido de marcação, chegada", comentou Celso Roth.

Para ter o meio-campo pretendido, o treinador sacou Luis Manuel Seijas. O venezuelano vinha sendo peça-chave na formação da equipe, mas não agradou diante do Vitoria. A atuação dele, casada com o desempenho coletivo pífio e a derrota, levaram a modificação. O time terá Rodrigo Dourado, Fabinho e Eduardo Henrique.

Alem disso, a meta e ganhar a primeira ou a segunda bola. São os lances em que ocorre disputa pelo alto e também no lance seguinte, quando a bola retorna para o gramado.

"O campo do Independência é rápido, de primeira e segunda bola, e qualquer desatenção, sem meio-campo cheio, não vai dar", justificou Roth.

Se a campanha do América-MG dá esperança, o desempenho do próprio Internacional fora de casa liga o alerta. O time ganhou apenas duas vezes longe do Beira-Rio - ainda sob comando de Argel Fucks. Com jejum de 113 dias, ou 10 jogos.

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-MG X INTERNACIONAL

Data e hora: 19/09/2016 (segunda-feira), às 20h (Brasília)
Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn e Luiz Santos Renesto (ambos do PR)

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Jonas, Éder Lima, Sueliton e Gilson; Leandro Guerreiro, Juninho, Matheusinho (Ernandes) e Danilo; Osman e Nixon
Técnico: Enderson Moreira

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Artur; Rodrigo Dourado, Fabinho, Eduardo Henrique, Valdívia e Sasha; Aylon
Técnico: Celso Roth

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos