Denis vê SP pressionado e culpa "cansaço psicológico" por nova derrota

Do UOL, em São Paulo

Um dos líderes do time são-paulino, o goleiro Denis deixou o Barradão neste domingo (25), depois de derrota da equipe tricolor por 2 a 0 para o Vitória, pelo Brasileirão, falando em cansaço "físico e psicológico". A exemplo do que disse também o treinador Ricardo Gomes, ele crê que parte da culpa pelo novo revés se deve à partida da última quinta-feira, contra o Juventude, pela Copa do Brasil - na casa do rival, o SP venceu por 1 a 0, mas foi eliminado da competição. 

"Acredito que hoje o nosso problema foi mais o cansaço físico e psicológico. Vamos trabalhar nisso", avaliou, em entrevista a ESPN. "Hoje, do meio do segundo tempo para frente, foi nítido que nossa equipe estava bem cansada pela maratona de jogos que tivemos. Nessa semana, temos que trabalhar exaustivamente, o máximo possível, para que a gente possa fazer um excelente jogo na próxima semana. A gente sabe da importância", prosseguiu. 

O goleiro apontou ainda outros motivos pela derrota e pediu aos colegas "cabeça no lugar" para tirar o São Paulo da briga contra o rebaixamento. "O time não merece estar na posição que está. Entramos pressionados, precisando vencer. Precisamos ter cabeça boa nesse momento, estarmos focados para isso não nos afetar", prosseguiu. 

O São Paulo, segundo avaliação do zagueiro Rodrigo Caio, perdeu "confronto direito" em luta para fugir da degola. Estacionado nos 34 pontos, o clube está a apenas quatro do primeiro no grupo que cairá para a Série B ao fim da temporada. O Vitória chegou aos 32 pontos. 

Rodrigo Caio, na saída do estádio, acrescentou que os jogadores precisam encarar a reta final do Brasileirão como "11 finais". Cada jogo é uma decisão para nós, temos de somar o máximo de pontos para termos um final de ano feliz". 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos