São Paulo tenta arrancar, se distanciar da degola e ter um fim de ano digno

Do UOL, em São Paulo

  • LUCA ERBES/AGÊNCIA FREE LANCER/ESTADÃO CONTEÚDO

    Rodrigo Caio comemora único gol do São Paulo contra o Juventude

    Rodrigo Caio comemora único gol do São Paulo contra o Juventude

Para o São Paulo, com 34 pontos, terminar o Brasileirão no grupo dos quatro melhores é um sonho quase impossível: mais perto do que a parte de cima da tabela está a zona do rebaixamento, a apenas seis pontos. Diante do Vitória, neste domingo, no Barradão, o clube paulista tenta começar uma arrancada para, antes de mais nada, se afastar da degola.

A história aponta que uma pontuação segura, para praticamente garantir a permanência na Série A é de 46 pontos – o máximo que um clube rebaixado já atingiu foi 45. Esse desempenho garantiria a permanência de qualquer time desde 2006, quando o Brasileiro começou a ser disputado em pontos corridos, por 20 clubes.

Para atingir essa marca, o São Paulo deve precisar de 12 pontos dos próximos 36 em disputa – um aproveitamento de 33%. Desta forma, o desempenho poderia até piorar nas próximas partidas, já que o aproveitamento até agora, após 26 jogos, é de 43,6%.

A mera permanência na Série A, entretanto, não é considerada um objetivo aceitável. "Sim, a gente tem que pensar que precisamos de quatro vitórias para chegar na pontuação mínima. O primeiro objetivo é esse, para depois pensar em algo a mais", disse Hudson, após a eliminação na Copa do Brasil diante do Juventude.

Se o G4 é difícil, o algo mais acaba por ser apenas um final de temporada digno para o clube que foi semifinalista da Libertadores. Jogo após, somar pontos e subir na tabela, sem uma meta específica, passa a ser o objetivo são-paulino.

As próximas rodadas são complicadas, com um misto de partidas fora de casa e confrontos com equipes da parte de cima da tabela: Vitória (Barradão), Flamengo (Morumbi), Sport (Ilha do Retiro), Santos (Pacaembu) e Fluminense (Édson Passos).

Kelvin, a principal dúvida para este domingo, foi relacionado e deve estar à disposição. Ricardo Gomes escondeu a equipe que deve colocar em campo, mas deve adotar escalação parecida com a que derrotou o Juventude em Caxias do Sul, apesar da eliminação.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA X SÃO PAULO

Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data: 25 de setembro de 2016 (DOMINGO)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Assistentes: Esdras Mariano de Lima Henrique e Pedro Jorge Santos de Araújo.
 

VITÓRIA: Fernando Miguel; Diogo Mateus, Ramon, Kanu e Diego Renan; Willian Farias, Marcelo e Cárdenas; Kieza, Marinho e Zé Love.
Técnico: Argel.

SÃO PAULO: Denis; Bruno, Lugano, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Wesley, Kelvin (Robson) e Cueva; Chavez.
Técnico: Ricardo Gomes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos