Grêmio pediu para ajudar a derrubar o Inter, diz Vitória. Presidente nega

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Marinho Saldanha/UOL

    Presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, nega que tenha feito tal pedido

    Presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, nega que tenha feito tal pedido

Publicada no jornal Correio 24 Horas, de Salvador, uma notícia agitou a rivalidade Gre-Nal nesta segunda-feira (26). O presidente do Vitória, Raimundo Viana, revelou ao periódico um pedido de adiamento de jogo feito pelo Grêmio com justificativa de 'ajudar a empurrar o Inter para Série B'. Em contato com a reportagem do UOL Esporte, o presidente gremista Romildo Bolzan Júnior nega. 

"Ele me pediu que ajudasse ele a empurrar o Inter para a Série B de 2017. Ele disse que seria um sonho para ele", disse Viana ao jornal baiano. 
 
No entanto o tom não foi o mesmo à Rádio Gre-Nal, de Porto Alegre. "Como eu poderia prejudicar o Inter? Não teria sentido nenhum. Temos muito respeito pela ética no futebol. Fazemos questão de manter as coisas no nível moral muito elevado. Jamais haveria este tipo de conversa. Nem tem cabimento. A conversa gravitou em torno disso. Dissemos que o Grêmio venha preparado, porque assim como ganhamos os dois jogos do Inter, também vamos ganhar os dois do Grêmio", explicou. "Não houve cogitação de Série A e B, nada", completou. 
 
Em contato com a reportagem do UOL Esporte, o presidente gremista falou o mesmo. Segundo ele, jamais se colocaria algo neste sentido. 
 
"Absolutamente. O próprio presidente do Vitória já desmentiu isso. Nunca faríamos este tipo de colocação. Me preocupo é com o Grêmio, não tenho nada a acrescentar sobre a situação do Internacional", disse Bolzan. 
 

Ajudar a derrubar o rival? Não. 

No calendário gremista há uma série de jogos que podem influenciar diretamente na classificação do Inter. Além do Vitória, o Grêmio ainda pega Cruzeiro, Figueirense, América-MG, Santa Cruz e Sport. Todos lutando contra a rabeira da tabela. 
 
"Eu já falei sobre isso com vocês. Eu nunca vou desejar aos outros o que não quero para mim. E eu jamais vou querer cair para Série B. Então, não desejo isso ao Internacional. Nós vamos jogar para ganhar todos os jogos. Jogaremos para ser campeões, como sempre fizemos. Até porque ainda temos coisas a disputar no Brasileiro", completou Romildo. 
 
A conversa entre os presidentes de Grêmio e Vitória de fato aconteceu, mas segundo ambos apenas com objetivo da troca de datas da partida entre as equipes, que agora será disputada em 5 de outubro, na Arena Fonte Nova. 
 
"O presidente do Grêmio entrou em contato conosco porque parece que havia tido uma resistência da CBF. Nos manifestamos favoráveis a esta alteração que já foi feita. O jogo será na Fonte Nova, e não no Barradão. Vamos ganhar o jogo", finalizou Viana, presidente do Vitória. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos