Cruzeiro perde Mano e auxiliar por dois jogos no Brasileirão

Do UOL, em Belo Horizonte

O Cruzeiro terá um problema para a sequência do Campeonato Brasileiro. Mano Menezes e Sidnei Lobo foram punidos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e cumprirão duas partidas de suspensão no Campeonato Brasileiro.

O treinador e o auxiliar técnico foram punidos por xingarem o árbitro Rafael Traci (PR) durante a derrota para o Botafogo por 2 a 0, no Mineirão, pela 24ª rodada do Brasileirão. A pena imposta à dupla será cumprida nos jogos contra Grêmio e Ponte Preta, ambos no Gigante da Pampulha. Ainda cabe recurso ao clube.

O departamento de comunicação do Cruzeiro ainda não informou quem ficará no banco de reservas em caso de manutenção da punição. O mais provável é que um dos preparadores - Eduardo Silva ou Quintiliano Lemos - se responsabilize pela equipe nos compromissos.

Sidnei Lobo foi expulso na ocasião por reclamar de forma acintosa. A arbitragem relatou na súmula a seguinte declaração: "Ele é muito fraco, é muito burro". Após a expulsão o auxiliar continuou com os questionamentos: "Eu sou do Paraná, eu conheço ele, arbitragem muito fraca".

Por fim, também foi mencionado no documento do confronto que o técnico Mano Menezes abordou o árbitro no corredor de acesso ao vestiário para dizer: "Vai ver o impedimento que o seu bandeira deu no final e na falta que você marcou no segundo gol, seu sem vergonha", repetindo em seguida que o juiz era "sem vergonha". Em seguida, Mano teria falado sobre o assistente Bruno Boschilia (PR): "Ele é muito fraco é muito burro".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos