Atlético-MG avalia condições físicas e pode mudar escalação contra a Ponte

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Uma semana atrás, o torcedor do Atlético-MG estava eufórico após a classificação do time às quartas de final da Copa do Brasil. Após estar perdendo por 2 a 0 para a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarrelli, em Campinas, a equipe alvinegra conseguiu reagir e empatar a partida, avançando no torneio. Neste sábado (01), o clube mineiro volta a jogar contra o rival paulista, mas pelo Brasileirão. E, no que depender do técnico Marcelo Oliveira, a escalação terá algumas alterações.

Se contra o Juventude, pelas quartas de final da Copa do Brasil, o Atlético-MG teve força máxima, com o que tinha de melhor à disposição, contra a Ponte Preta a parte física vai ser determinante na formação do time. Com a experiência de quem jogou recentemente em Campinas, Marcelo Oliveira sabe que o jogo deve ser um pouco mais pegado do que o comum.

Até por isso, a decisão em priorizar os jogadores em melhores condições físicas. Tudo para que o time não volte a jogar mal, como aconteceu em boa parte dos jogos contra a própria Ponte Preta e também contra o Juventude, nessa quarta-feira.

"É um outro campeonato, é um outro jogo. É um adversário que também utiliza bastante do contra-ataque. Nós estivemos lá recentemente e tivemos dificuldades. Então eu espero que a produção seja mais equilibrada. E também vamos avaliar a questão física, para ter um time mais competitivo. Para jogar com a Ponte lá é preciso competir muito".

Com 49 pontos e na terceira colocação no Brasileiro, o Atlético inicia um período de três jogos como visitante em quatro rodadas. Depois da Ponte Preta, a equipe mineira joga contra o Corinthians, em São Paulo. A sequência da tabela prevê o clássico com o América-MG, em Belo Horizonte, e o Botafogo, no Rio de Janeiro.

Com 15 pontos conquistados em 13 partidas como visitante, o Atlético tem a quinta melhor campanha atuando fora de casa (em aproveitamento), mas está abaixo de Palmeiras e Flamengo, os outros dois postulantes ao título nacional. Ambos conquistaram 53,85% dos pontos que disputaram como visitante, enquanto o Atlético conquistou 38,46%.

Se na Copa do Brasil o empate em Campinas foi o suficiente para o Atlético seguir na competição, no Brasileirão o resultado pode não ser bom. Entre os líderes, não é somente a equipe mineira que vai atuar como visitante na rodada. Palmeiras e Flamengo também vão jogar fora de casa, mas diante de equipes com campanhas inferiores à da Ponte Preta. O Palmeiras visita o Santa Cruz, enquanto o Flamengo joga contra o São Paulo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos