Celso Roth vê atuação razoável e celebra crescimento defensivo do Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

O Inter precisava ganhar, não importa como. E foi isso que fez diante do Figueirense, neste sábado (01), em Porto Alegre. O técnico Celso Roth, após a partida, disse que o rendimento não passou do razoável e o crescimento defensivo foi o principal. 

"Precisávamos era da vitória. Boas atuações não são o fim. Começamos a ganhar tendo boas atuações. Hoje não foi uma atuação como gostaríamos, mas o resultado é o que mais importa para sairmos desta situação", disse Roth. 
 
O Colorado marcou aos 4 minutos do primeiro tempo e em seguida teve mais duas chances de gol. Só que não fez e viu o Figueira crescer na etapa final. O drama durou até o apito derradeiro e o time vermelho ainda acabou com um a menos, já que Fernando Bob se lesionou e o time já tinha realizado as três trocas. 
 
"Fomos bem razoáveis. Tirando a bicicleta do Moura, não lembro de outro chute no gol que o Figueirense tenha dado. Tiveram volume, mas não chegaram", disse Celso. "O aspecto principal foi a luta, a entrega. Isso ficou muito claro e é ótimo. Só assim sairemos desta situação", completou. 
 
O Inter chegou aos 30 pontos e terá pela frente o Coritiba na próxima quinta-feira. Segue em 18º na classificação, mas se vê, agora, mais perto de deixar a zona da degola. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos