Inter abre os cofres e investe para escapar do rebaixamento

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

Palestra, voos fretados, ingressos grátis para sócios. O esforço do Internacional para fugir do rebaixamento no Campeonato Brasileiro não é só no campo. Fora dele, o clube abriu a mão e passou a investir no dia a dia. O plano é dar conforto e suporte para o time.

Os exemplos de investimento estão por todos os lados. Nesta semana, o Inter contratou a palestrante motivacional Tânia Zambon para uma dinâmica de grupo. A profissional deverá encontrar o elenco mais algumas vezes.

Antes, o clube fretou avião para voltar de Belo Horizonte para Porto Alegre – dois dias antes do jogo contra o Santos, na Vila Belmiro. Sob argumento de maior conforto para o grupo, reencontro com a família após quase 10 dias em viagem.

O mochilão do Colorado, aliás, foi outro exemplo. Com três jogos fora de casa em sequência, o Inter levou diretoria robusta para dar tom de mobilização. As passagens por Minas Gerais e Ceará são apontadas, agora, como vitais para reunir o grupo e injetar ânimo em conversas individuais e coletivas.

Outra medida recente foi a promoção de ingressos. Diante de Figueirense e Coritiba, o Inter resolveu liberar o acesso dos sócios 'Campeão do Mundo'. Com um universo de 70 mil associados, essa modalidade exige pagamento de 50% do preço das entradas em jogos normais. Os 'portões abertos' geraram prejuízo.

Rodadas antes o clube também já havia tirado dos seus cofres uma boa grana. Com ingressos abaixo do valor mínimo exigido pela CBF – em seu Regulamento Geral de Competições, coube ao Inter subsidiar a diferença. O documento da entidade fala em R$ 40 como preço inicial.

Salários em dia e premiação reajustada

Com folha salarial abaixo de R$ 6 milhões, o Inter garante que mantém todas as contas em dia. Sem atraso em nenhuma das fontes de receita ao grupo de jogadores. A diretoria, após a chegada de Celso Roth e do novo departamento de futebol, ainda reajustou a tabela de premiação para o elenco.

"A premiação já está definida, foi redefinida pelo Fernando (Carvalho) recentemente. São valores confortáveis, muito bons, mas não é isso que está trancando. Não é dinheiro que está trancando o nosso futebol. É o estado anímico, mas estamos vendo luz no fim do túnel", disse Vitorio Piffero em recente entrevista à TV Bandeirantes de Porto Alegre.

Décimo oitavo na tabela do Campeonato Brasileiro, com 30 pontos, o Inter recebe o Coritiba nesta quinta-feira (6). Para sair da zona do rebaixamento, além da vitória em casa, o Colorado precisa torcer para Cruzeiro e Sport não pontuarem.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos