Grêmio rompe sina fora de casa, bate o Vitória e sonha com Libertadores

Do UOL, em Porto Alegre

Três meses se passaram desde a última vitória do Grêmio fora de casa. A sina distante da Arena, porém, teve fim nesta quarta-feira (05). Com gol de Jaílson, o Tricolor fez 1 a 0 no Vitória e manteve pressão no grupo de classificação para a próxima Libertadores. 

Foi em 3 de julho que o 1 a 0 sobre o Internacional simbolizou a segunda vitória do time gaúcho longe da Arena neste Brasileirão. Desde então, apenas derrotas e empates aconteceram. Um retrospecto que freou crescimento na classificação. 
 
Mas a sina teve fim. O resultado desta quinta, com gol de Jaílson, colocou o time gaúcho muito vivo na briga por uma vaga na próxima Libertadores. O G-6 é uma realidade. Com 43 pontos, o Tricolor se manteve dois pontos atrás do Atlético-PR (que venceu a Chapecoense), último a classificar-se no momento. E na próxima quinta-feira, serão os paranaenses adversários na Arena. Já o rubro-negro baiano para com 35 pontos e deixa de se distanciar ainda mais da zona de rebaixamento. 
 
Em campo, o triunfo gremista foi consolidado apesar de uma série de chances perdidas. Só Henrique Almeida esteve perto de marcar por três vezes. Mesmo que o Vitória tenha acertado a trave na etapa inicial, os tricolores poderiam bem ter feito margem ainda maior.
 

ROMILDO DE JESUS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

 

Quem foi bem? Douglas e a bola parada

É o camisa 10 gremista o principal responsável pela conquista dos três pontos. Se o Grêmio não conseguiu marcar com a bola rolando, coube ao experiente ex-corintiano fazer um cruzamento em curva que contou com desvio e acabou nas redes. 
 

Quem foi mal? Henrique Almeida não faz gols

Renato Gaúcho definiu em entrevista coletiva que Henrique Almeida 'não é um atacante do estilo artilheiro, que a bola sobra e ele faz o gol'. E de fato em campo as palavras do ex-camisa 7 se confirmam. Nesta quarta, o atacante empilhou chances perdidas e novamente passou em branco. 
 

Marinho irrita zaga gremista, mas não suporta 45 minutos

O atacante Marinho foi o nome mais destacado do primeiro tempo do jogo entre Vitória e Grêmio. Colocou Kieza na cara do gol aos 20 minutos. Sofreu com faltas e mais faltas dos rivais. Driblou, chutou, tanto fez que acabou não suportando. Aos 32, puxou um contra-ataque e sofreu lesão muscular. Precisou deixar o campo antes de conseguir algo mais efetivo. 
 

Três atacantes e pressão: Vitória faz força por primeiro gol

Já na escalação se percebia o quanto ofensivo seria o Vitória. O time de Argel Fucks teve três atacantes projetados no campo rival e tratou de dominar as ações desde o começo. Tentou, e muito, abrir o placar. Mas Marcelo Grohe e a trave impediram. Se deu espaços e errou atrás, o Vitória ao menos tentou fazer valer o fator local e postou-se ofensivamente. 
 

Me ataca que eu gosto: Grêmio prepara o bote, mas H.Almeida perde

Atrás da linha do meio, defensivo, esperando o adversário. Tais adjetivos definem como o Grêmio atuou nesta quarta-feira. E a conduta 'me ataca que eu gosto' deu certo. Com o Vitória buscando o gol, espaços sobraram aos atacantes. Mas o drama acompanhou Henrique Almeida. Logo aos 11 minutos, recebeu de Walace e bateu para a defesa do goleiro. Aos 35, uma confusão na área do Vitória também teve ele como protagonista e de novo acabou sem gol. Por fim aos 44 ele driblou e, com o goleiro caído, tentou o gol. Mas a zaga afastou. 
 

Bola parada decide o jogo

Depois de um primeiro tempo em que o rival foi superior e as oportunidades vieram só em contra-ataque, o Grêmio tratou de começar a etapa final com mais ímpeto ofensivo. Tanto que rondou a meta de Fernando Miguel logo nos primeiros minutos. E sem conseguir concluir como esperava, o time gaúcho contou com uma bola parada, antes culpada pelas frequentes falhas defensivas da equipe. Desta vez, o lance de falta lateral acabou em um belo cruzamento de Douglas, desviado por Jaílson,que não deu chance ao goleiro rubro-negro. O gol que só reforçou a preferência defensiva do Grêmio até o minuto derradeiro. 
 

Agenda: 

Na próxima rodada o Grêmio terá pela frente o Atlético-PR, em casa, na quinta-feira. Já o Vitória visita a Ponte Preta, no mesmo dia. 
 
FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 0 X 1 GRÊMIO
Data: 05/10/2016 (quarta-feira)
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira 
Auxiliares: Luiz Antonio Barbosa e Marconi Helbert Vieira 
Cartões amarelos:  Iago (GRE), Kannemann (GRE), Pedro Rocha (GRE); Vander (VIT), Kanu (VIT), Willian Farias (VIT);
Gols: Jaílson, do Grêmio, aos 7 minutos do segundo tempo; 
 
VITÓRIA
Fernando Miguel, Diogo Mateus, Kanu, Ramon e Diego Renan; Willian Farias (Euller), Marcelo e Tiago Real (Serginho); Marinho (Vander), Kieza e Zé Love.
Técnico: Argel Fucks
 
GRÊMIO
Marcelo Grohe (Bruno Grassi); Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Iago; Walace, Jaílson, Ramiro, Douglas e Pedro Rocha (Wallace Reis); Henrique Almeida (Everton). 
Técnico: Renato Gaúcho
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos