Nova posição de Everton dá concorrente 'de peso' a Luan no Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

  • LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

    Everton e Luan podem concorrer por posição de centroavante no Grêmio

    Everton e Luan podem concorrer por posição de centroavante no Grêmio

Renato Gaúcho mudou a posição de Everton. Em entrevista coletiva depois da partida contra o Vitória, na quarta-feira, o treinador explicou que pretende colocar o atacante de 20 anos centralizado, em vez de nas posições de lado como adotado por Roger Machado. E isso pode implicar em concorrência para Luan. 

Fora do último compromisso por suspensão, Luan não conseguiu acabar com seu jejum de gols de quase 900 minutos. A última vez que marcou foi diante do Atlético-MG, em julho. E por isso, precisa ficar atento para manter vaga na equipe. Além dele, Bolaños, que está lesionado, também atua nesta parte do campo. 
 
Diante dos baianos o escolhido foi Henrique Almeida. Só que o rendimento passou longe do esperado. O ex-jogador do Coritiba perdeu uma série de oportunidades e acabou substituído por Everton. 
 
E quando entrou - já centralizado - o jovem atacante mostrou boa capacidade de criação. Mesmo também tendo perdido uma chance, conseguiu agradar em nova faixa de campo e será esta sua função a partir de agora. 
 
"O Everton teve muito tempo parado. Coloquei contra o Cruzeiro e sabia que ele iria tropeçar nos próprios pés por causa da falta de ritmo de jogo. Hoje foi bem melhor. Pedi para o Alexandre (Mendes, auxiliar técnico) falar com ele antes da partida e ver como se sente melhor jogando. E quando chegou no clube, atuava por dentro, e é assim que quero que ele jogue. É inteligente, rápido, e assim rende mais. Vamos colocar o Everton numa nova posição. Uma nova postura em campo. E tenho certeza que não só hoje, mas 100% vai render ainda mais", disse Renato. 
 

Jogar juntos ou concorrer? 

Renato Gaúcho não quer, porém, que Luan e Everton concorram diretamente por posição. Segundo o ex-atacante, é possível que ambos atuem juntos, dependendo do rendimento. 
 
"Everton e Luan são jogadores que podem decidir o jogo a qualquer momento. É bom ter isso no grupo. Eu já tinha visto o Everton jogar pelo Grêmio e sempre dizia que se ele trabalhasse comigo eu veria como ele se sente melhor. E chegou ao Grêmio como centroavante. Não quer dizer que será sempre assim. É muito bom para o grupo que ter jogadores assim, quanto mais opções melhor. Agora você vai me perguntar se eles podem jogar juntos? É o jogador que se escala", falou o técnico. 
 
"Sabemos da qualidade do Renato como treinador, e como jogador que foi. O professor Alexandre conversou comigo, perguntou se jogaria por dentro. Falei que sim e pude contribuir com o time. A disputa (com o Luan e o Bolaños) será sadia. Quem tem a ganhar é o Grêmio", concordou Everton. 
 
O Grêmio só volta a campo na próxima quinta-feira. O adversário será o Atlético-PR, na Arena. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos