Música, faculdade e pesca. A vida do goleiro titular do Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

Rafael não precisou entrar muitas vezes em campo para ser conhecido no Cruzeiro. Embora esteja familiarizado ao ambiente do clube e faça parte do elenco profissional desde 2008, ele só entrou em campo 48 vezes. Longe dos holofotes, o goleiro de 27 anos leva uma vida bem tranquila.

Os hobbies são dois: música e pescaria. Fã de música sertaneja, o atleta costuma tocar violão e soltar a voz nas canções do gênero durante as concentrações na Toca da Raposa II. Ele tinha até um companheiro para os momentos de cantoria. Emprestado ao Santa Cruz, Uillian Correia era quem formava dupla com o arqueiro.

"Eu e o Uillian Correia fizemos muitos vídeos. Ele canta muito bem e eu era o único ali que tocava violão à época. Aprendi a tocar violão na base do Cruzeiro. Sempre tive uma ligação muito forte com a música sertaneja e isso me fez querer aprender a tocar o violão, que muitas vezes, é um companheiro nas horas vagas e de concentração", afirmou ao UOL Esporte.

Questionado sobre as duplas prediletas, o jogador não titubeia: "Eu gosto muito de sertanejo de raiz e minhas duplas sertanejas preferidas são Bruno e Marrone, Jorge e Mateus e César Menotti e Fabiano".

Arquivo Pessoal

A pesca se restringe às folgas e férias. Os companheiros variam entre os atletas do elenco e os familiares. O zagueiro Bruno Rodrigo já esteve em fazendas do interior de Minas Gerais para praticar o esporte com Rafael.

"Gosto muito de pescar. Costumo dizer aos meus amigos que a pescaria é a minha sessão de terapia, pois é um momento em que posso descansar a mente e o corpo. Além disso, gosto de encontrar amigos", relatou.

O mais curioso é que Rafael encontrou tempo para iniciar dois cursos superiores. O goleiro chegou a fazer Educação Física e Administração de Empresas. Contudo, devido à rotina desgastante do futebol, não pôde concluí-los:

"Tenho dois cursos trancados na faculdade. Iniciei Educação Física e Administração. Infelizmente com o tempo corrido do futebol não consegui concluir o ensino superior, mas sou um cara que gosto de aprender, de estudar. Hoje sempre estudo sobre futebol, sobre outros assuntos que me chamam a atenção e acho que nunca vou deixar de ser assim. Espero um dia poder retomar os estudos e concluir a graduação, mas hoje tenho pensado apenas no futebol e me concentrado nele", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos