Em reunião, Coritiba faz reclamação à CBF por conta de erros de arbitragem

Do UOL, em São Paulo

  • Ricardo Duarte/SC Internacional

    Um dos lances contestados pelo Coritiba aconteceu no jogo contra o Inter

    Um dos lances contestados pelo Coritiba aconteceu no jogo contra o Inter

Em reunião realizada na semana passada, o Coritiba deixou claro à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) o seu descontentamento com a arbitragem no Campeonato Brasileiro.

O Coritiba reclama de dois erros em especial: um contra a Chapecoense – entrada do zagueiro William Thiego em cima de Neto Berola, pela 24ª rodada do Brasileiro – e outro diante do Internacional – pênalti marcado em cima de Valdívia, pela 29ª rodada. Em ambos os jogos o time paranaense saiu derrotado pelo placar de 1 a 0.

De acordo com a assessoria de imprensa do Coritiba, a diretoria alviverde não chegou a entrar com uma representação formal na CBF, mas expôs sua insatisfação ao presidente Marco Polo Del Nero e à comissão de arbitragem que estava presente na reunião.

No lance contra a Chapecoense, William Thiego deu uma solada na chuteira de Neto Berola, que sofreu uma fratura no tornozelo, foi operado e não joga mais o Brasileirão. Em nota publicada no site oficial da Chapecoense, o próprio zagueiro pediu desculpas a Berola.

"Em momento algum eu tive a intenção de machucar o Neto. Foi um lance muito rápido, lá no meio. Liguei pra ele depois, pedi desculpas e que estaria orando pela rápida e plena recuperação dele. Ele prontamente me atendeu, aceitou as desculpas, sabendo que essas coisas acontecem no futebol, e disse que eu poderia ficar em paz", disse Thiego.

Já o erro contra o Internacional foi 'entregue' por Valdivia, que admitiu ter se jogado no pênalti marcado a favor o time gaúcho – o gol marcado no lance foi o único da derrota de 1 a 0 do time alviverde. "Eu ia cabecear, mas como eu vi que a bola ia passar, aí o cara deu a carga em cima e me joguei", disse Valdivia após a partida.

Nesta segunda-feira, o técnico Paulo César Carpegiani comentou sobre a arbitragem e falou, em especial, sobre o lance do pênalti em Valdívia.

"A minha preocupação é com o nível de arbitragem. Não quero nem que ajudem a equipe do Coritiba e que muito menos prejudiquem", disse.

"O árbitro estava bem colocado na penalidade e quero crer que foi uma infelicidade muito grande do árbitro. Isso não pode ocorrer. Uma infelicidade aos 41 minutos, algo inexistente, causou uma preocupação toda em uma tabela de classificação. Temos que estar mais atentos para que essas infelicidades não ocorram e não é benéfico para o futebol", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos