Fim de semana de folga teve descanso controlado e família no Grêmio

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

Sábado e domingo de folga é raro no futebol. E os jogadores do Grêmio tiveram no último fim de semana. Descansando e controlando exageros, o elenco sublinhou a necessidade de recuperação para arrancada final no Brasileiro. 

E mesmo que totalmente liberados, os atletas não esqueceram dos cuidados necessários com a conduta. O descanso foi controlado para que a reapresentação fosse boa.
 
"Não teve nenhum tipo de restrição, descanso é descanso. Mas todos sabem que não podemos exagerar seja em comida ou qualquer coisa. O trabalho de sexta-feira passada foi bastante forte exatamente para isso. Tivemos dois dias livres para voltar e ter as pernas bem para trabalhar", disse o atacante Pedro Rocha. 
 
Entre os programas prediletos estiveram passeios e viagens, sempre em companhia da família. A liberdade foi também uma maneira de aliviar o grupo da pressão por uma vaga na próxima Libertadores, faltando menos de 10 jogos para o fim do campeonato. 
 
"Foi importante descansar. Tivemos uma sequência muito forte, ficamos a semana toda fora de casa. Agora tivemos um tempo para relaxar, curtir a família. Mas estamos de volta e sabemos da importância do jogo de quinta-feira", explicou Rocha. 
 
Renato Gaúcho, liberado pela direção do clube, por exemplo, permaneceu no Rio de Janeiro desde a última quinta. Não esteve no trabalho físico de sexta e emendou os dois dias de folga que seguiram. Nesta segunda, já comandou atividade do time no CT Luiz Carvalho. 
 
O Grêmio volta a campo na quinta-feira para pegar o Atlético-PR, em Porto Alegre. O jogo é considerado confronto direto por uma vaga no G-6. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos