Atlético-MG tenta fazer o que não conseguiu em 2012 e 2015: colar no líder

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Rubens Cavallari/Folhapress

    Tirar a diferença de sete pontos que o Palmeiras abriu é a meta do Atlético-MG

    Tirar a diferença de sete pontos que o Palmeiras abriu é a meta do Atlético-MG

Com 53 pontos após 29 rodadas, o Atlético-MG faz sua terceira melhor campanha no Campeonato Brasileiro por pontos corridos. Isso num curto espaço. O desempenho atual só fica atrás de 2012 e 2015, temporadas em que o clube mineiro acabou como vice-campeão. Apesar de mais uma boa campanha, o Atlético está distante do líder, assim como aconteceu nas edições anteriores.

São sete pontos atrás do Palmeiras, diferença maior do que era ano passado, quando disputou o título contra o Corinthians. Então com 56 pontos, o Atlético estava cinco atrás da equipe paulista. O desempenho de 2015 em 29 rodadas foi igual ao de 2012, quando o time atleticano também somava 56 pontos. A diferença era a distância para o líder, já que o Fluminense tinha nove pontos a mais.

Reagir na reta final e tirar a diferença para o líder é o grande objetivo do Atlético. Assim como era em 2012 e 2015, mas o time não conseguiu. Apesar da distância para o Palmeiras, além de ter o Flamengo no meio, os atleticanos seguem confiantes na conquista do Brasileiro.

"Ainda se mantém o otimismo. Nossa equipe ainda acredita no título. A gente não pode desistir dele e, enquanto houver possibilidades, a gente vai trabalhando. Ainda há muitos jogos. O Palmeiras se distanciou um pouco agora, mas ainda tem o confronto direto e eles têm jogos difíceis. A gente vê possibilidades de tropeços do Palmeiras e do Flamengo, além dos jogos contra a gente, onde esperamos fazer bons jogos. Então, ainda há otimismo e confiança da nossa equipe. Acreditamos que é possível ser campeão e, enquanto a gente acreditar, temos que lutar para que isso aconteça", comentou o volante Júnior Urso.

E o confronto direto é outra semelhança com 2012 e 2015. Assim como agora, nas temporadas passadas o Atlético recebeu os concorrentes ao título já nas rodadas finais. Em 2012, contra o Fluminense, numa das partidas mais marcantes daquela temporada, o Atlético venceu o Fluminense, por 3 a 2, com grande exibição de Ronaldinho Gaúcho e gol de Leonardo Silva no último lance.

Apesar do triunfo pela 32ª rodada, o Atlético fez a diferença cair para seis pontos. Apesar da grande atuação e do resultado, foi muito pouco. Com tropeços nas três partidas seguintes, a equipe atleticana viu o rival confirmar o título na 35ª rodada. Algo semelhante aconteceu no passado. Oito pontos atrás do Corinthians, o jogo pela 33ª rodada, no Independência, era chance de manter os mineiros vivos na disputa. Mas a derrota do Atlético por 3 a 0 praticamente definiu o campeonato, conquistado pelo Corinthians também na 35ª rodada.

E é na 35ª rodada deste Brasileirão que o Atlético recebe o Palmeiras. Antes, pela 33ª jornada, é a vez de receber o Flamengo. E é confiando bastante nos confrontos diretos que o Atlético esperava fazer diferente dos anos anteriores e conseguir reagir na reta final do Brasileirão, algo que não fez em 2012 e 2015.

"Faltam nove rodadas e o importante é procurar vencer para diminuir a diferença de pontos a cada jogo. Estamos focados, trabalhando forte e acreditando que podemos, sim, conquistar o título. Não sabemos o que pode acontecer em nove rodadas, então, temos que trabalhar passo a passo para vencer as partidas e deixar as coisas acontecerem", completou o lateral direito Carlos César, que fez parte dos dois vice-campeonatos nacionais recentes do Atlético.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos