Santos aumenta tabu contra o SP e se aproxima dos líderes do Brasileirão

Luiza Oliveira

Do UOL, em São Paulo

Com um gol-relâmpago no segundo tempo, o Santos venceu o clássico contra o São Paulo, realizado no Pacaembu. Nesta quinta-feira (13), o tento de Copete garantiu três pontos para a equipe de Dorival Júnior, que volta a sonhar com a chance de título no Campeonato Brasileiro – o líder Palmeiras apenas empatou com o Cruzeiro.

A vitória leva ao Santos para os 54 pontos, na quarta colocação. O Palmeiras lidera o torneio com 61. Na parte de baixo, o quinto jogo sem vencer deixa o São Paulo com o sinal de alerta em relação ao rebaixamento. Com 36 pontos, a equipe de Ricardo Gomes está apenas três pontos à frente do Internacional, primeira equipe na zona da degola.

O resultado do clássico aumenta, também, o tabu no duelo. Contando com o jogo desta quinta-feira, o Santos chegou ao sexto jogo sem saber o que é derrota, com cinco vitórias e um empate. O último triunfo são-paulino aconteceu em 3 de junho de 2015: 3 a 2, no Morumbi.

Na próxima rodada, o Santos recebe o Grêmio, na Vila Belmiro, no domingo (16). Um dia depois, o São Paulo visita o Fluminense, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

São Paulo volta sonolento e Santos não perdoa

Alê Cabral/Agif

Depois de um primeiro tempo em que terminou pressionando o Santos, o São Paulo foi surpreendido logo no minuto inicial da segunda etapa. Contra uma defesa desorganizada, Lucas Lima achou Copete livre na entrada da área. O colombiano teve calma para dominar e bater rasteiro no canto direito de Denis, que não conseguiu tocar na bola.

São Paulo vai melhor no primeiro tempo, mas sofre na armação

O São Paulo começou melhor a partida. Com chances mais claras, o time de Ricardo Gomes conseguiu anular o Santos na primeira etapa. O principal destaque foi o atacante Robson, autor das principais jogadas, vindo sempre pelo centro do campo. As chances do São Paulo, no entanto, quase sempre eram criadas por desarmes, com a bola no pé, o time do Morumbi sentia dificuldades para conseguir criar oportunidades reais.

Kelvin perde vaga, mas entra rápido

Nos treinos que antecederam o clássico, Ricardo Gomes dava indício de que poderia fazer mudanças no time titular do São Paulo. E assim foi. Para a partida, o treinador optou por Robson no time titular no lugar de Kelvin. O camisa 30, no entanto, ficou ponto tempo no banco de reservas. Aos 30 minutos da primeira etapa, Carlinhos sentiu a coxa esquerda e precisou deixar a partida, sendo substituído por Kelvin.

Torcida perde a paciência com o São Paulo

O São Paulo entrou em campo com a incômoda sequência de quatro jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro. A situação fez com que a torcida presente no Pacaembu mostrasse muita impaciência com o time. E os maiores alvos da pressão foram o técnico Ricardo Gomes e o volante Wesley. O primeiro chegou a ouvir gritos de "burro", enquanto o segundo foi muito vaiado quando deixou a equipe para a entrada de Cueva.

Lágrimas no banco santista

Reprodução/Premiere

O lateral Victor Ferraz não conseguiu conter o choro no banco de reservas do Pacaembu, enquanto recebia atendimento médico. O jogador deu lugar a Daniel Guedes no time santista aos 7 minutos do segundo tempo, por causa de dores no tornozelo direito.

Michel Bastos não fica nem no banco

Vivendo uma temporada irregular e com polêmicas, Michel Bastos foi cortado da partida. A versão do São Paulo é que foi uma opção da comissão técnica. Dessa maneira, o meia não ficou nem no banco de reservas.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 1 SANTOS

Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Estádio Pacaembu (SP)
Data: 13/10/2016, quinta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Público: 28.321 pagantes
Renda: R$ 578.430,00
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Junior, ambos do RS
Cartões amarelos: Mena e Robson (São Paulo); Luiz Felipe e Copete (Santos)
Gols: Copete (1'/2ºT), para o Santos

SÃO PAULO: Denis; Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio, Mena; Hudson (Jean Carlos), Thiago Mendes, Wesley (Cueva), Carlinhos (Kelvin); Chavez e Robson. Técnico: Ricardo Gomes

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz (Daniel Guedes), Luiz Felipe, David Braz, Zeca; Thiago Maia, Renato, Jean Mota, Lucas Lima (Yuri); Copete e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.

Quer receber notícias do São Paulo e do Santos de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos