Herói do Grêmio cita série de rebotes para explicar gol: "Acreditei"

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

O gol do Grêmio começou a nascer muito tempo antes de Weverton dar rebote e Pedro Rocha ganhar na corrida, aos 46 do primeiro tempo. Herói do time gaúcho no jogo da 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, o atacante explicou o lance usando outras jogadas anteriores em que o goleiro do Atlético-PR deixou a bola escapar.

"O atacante tem que acreditar sempre, eu procuro esperar o rebote. Na jogada anterior eu acreditei e não cheguei a tempo. Na segunda eu consegui", disse Pedro Rocha.

Antes de marcar o gol, praticamente no último segundo do primeiro tempo, Pedro Rocha assistiu Weverton se destacar. Muito pela pontaria ruim do Grêmio, mas outro tanto por boas inversões. No meio de tantas defesas, o camisa 12 se passou.

O primeiro sinal de que o gol poderia sair foi quando o próprio Pedro Rocha chutou de fora da área. Colocado. Weverton caiu no canto esquerdo e espalmou. Ramiro, dentro da pequena área, chegou a tempo, mas chutou em cima do goleiro – já caído.

Mais tarde, Douglas ficou livre na frente da área e chutou com efeito. Weverton pulou com tanta força que passou da bola. A saída rápida fez a bola passar por debaixo do braço do goleiro, mas sendo amortecida e ficando perto para ser segura.

"Sempre tenho que acreditar que o goleiro vai ou pode errar. Eu acreditei", reafirmou o camisa 32 do Grêmio. "Ninguém quer perder gol, mas às vezes tem o mérito do adversário. Do goleiro. A gente procura caprichar sempre", completou.

Com a insistência de Pedro Rocha, o Grêmio chegou aos 46 pontos. Colou no G6 e só fica atrás do Fluminense, o sexto colocado na tabela, pelo saldo de gols.

Quer receber notícias do Grêmio de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos