Capitão do Atlético detona: "hora de a arbitragem assumir responsabilidade"

Do UOL, em Belo Horizonte

Com a derrota por 3 a 2 para o Botafogo e o triunfo do Palmeiras sobre o Figueirense, o Atlético-MG praticamente fica sem chances de ser campeão brasileiro em 2016. São oito pontos atrás do líder, restando somente sete rodadas para o término da competição. No entanto, a grande bronca dos jogadores do Atlético foi contra a arbitragem de Wgner Reway, que errou bastante.

As três principais queixas dos atleticanos foram em lances decisivos. O primeiro gol de Botafogo foi irregular, já que Bruno Silva dominou a bola com a mão. A segunda reclamação foi num pênalti não marcado, após a bola bater no braço esquerdo de Emerson, que estava aberto. Por último, no lance que originou o terceiro gol botafoguense, os jogadores do Atlético alegam que teve uma falta no lateral direito Carlos César, sendo que o juiz deu escanteio.

Revoltados com o resultado e com a péssima atuam do árbitro, os jogadores do Atlético cercaram Wagner Reway após o término da partida e dois deles foram amarelados. O goleiro Victor e o capitão Leonardo Silva, que ao sair do gramado não aliviou contra o juiz.

"Reclamação porque a arbitragem não consegue manter uma linha durante 90 minutos. A equipe tentando recuperação, mas infelizmente num lance que é falta para nós ele não dá e do outro lado ele marca tudo, segurando o jogo para o time da casa. Fica meio complicado. Numa situação como essa, ao invés de eu estar aqui justificando e indignado com a arbitragem, eles que tinham aqui no microfone, dando a justificação de como foi a arbitragem dele, de como foi a conduta dele. Está na hora da arbitragem assumir a responsabilidade aqui fora".

Quer receber notícias do Atlético-MG de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos