Ponte deslancha no segundo tempo, bate Santa Cruz e atinge meta de 2016

Do UOL, em São Paulo

Quando o Campeonato Brasileiro de 2016 começou, a meta da Ponte Preta era a permanência na Série A. Para isso, jogadores e comissão técnica projetavam a necessidade de atingir 45 pontos. Com a vitória por 3 a 0 sobre o Santa Cruz neste domingo (16), em Campinas, o objetivo foi cumprido.

O resultado ainda corroborou uma reação da Ponte Preta, que havia acumulado três reveses consecutivos no Campeonato Brasileiro até quinta-feira (13), quando bateu o Vitória. Agora, são mais sete partidas para a equipe paulista sonhar com algo maior do que apenas ficar na primeira divisão.

Para o Santa Cruz, em contrapartida, seguir na elite nacional é um objetivo cada vez mais distante. O time pernambucano perdeu seus últimos seis compromissos no Brasileirão, tem apenas 23 pontos e já está a 13 do São Paulo, dono da pior campanha entre os que não estão na zona da degola.

O melhor: Roger. A despeito de ter apresentado mais volume desde o início, a Ponte Preta sofria para ultrapassar a linha de marcação do Santa Cruz até a etapa final, quando o centroavante apareceu. Roger fez o primeiro e ainda de um bonito passe de peito para Maycon anotar o segundo dos mandantes.

O pior: Luan Peres. A defesa do Santa Cruz falhou feio no primeiro gol da Ponte Preta e ofereceu a bola para Roger. Depois disso, os donos da casa amassaram os rivais e tiveram enorme espaço para jogar às costas dos zagueiros. Luan Peres perdeu praticamente todas as disputas na velocidade.

Ponte tem mais domínio da bola em primeiro tempo morno

Jogando em casa, a Ponte Preta teve mais iniciativa no duelo deste domingo e controlou a bola na maior parte da etapa inicial. Entretanto, não conseguiu transformar isso em volume ou numa enorme quantidade de oportunidades de gol.

Como o Santa Cruz pensava apenas em marcar, o resultado foi um primeiro tempo com poucas emoções. "O time vem jogando bem. Falta só um golzinho para sairmos dessa situação", disse Léo Moura, lateral da equipe pernambucana, em entrevista ao canal "Premiere FC".

Depois do primeiro gol, Ponte deslancha

O cenário do primeiro tempo permaneceu inalterado depois do intervalo, com a Ponte controlando a bola e criando pouco. Aos 7min, porém, a defesa do Santa Cruz cortou mal um cruzamento da direita e ofereceu a bola para Roger, que bateu de pé direito para marcar.

O gol desmontou o Santa Cruz, que levou mais um aos 25min. Roger recebeu passe na área e ajeitou com o peito para Maycon. O volante revelado pelo Corinthians chutou de primeira, de pé direito, e anotou um golaço.

Quatro minutos depois, em um contragolpe, William Potker arrancou com a bola e ainda driblou o goleiro Tiago Cardoso antes de fazer o terceiro da Ponte.

Cisco no olho causa paralisação em jogo Ponte Preta x Santa Cruz

Ponte faz promoção de ingressos para lotar o Moisés Lucarelli

A Ponte Preta contou com um Moisés Lucarelli lotado na vitória sobre o Santa Cruz. A presença de um contingente expressivo de torcedores é reflexo de uma promoção da diretoria campineira, que ofereceu aos adeptos a chance de trocar duas garrafas PET por um ingresso.

O primeiro lote de ingressos, que tinha cinco mil, foi comercializado até sexta-feira (14). Até a manhã deste domingo, outros três mil bilhetes foram vendidos.

Polícia detém 30 torcedores da Ponte em Campinas

Um grupo com cerca de 30 torcedores da Ponte Preta nem teve chance de acompanhar a vitória sobre o Santa Cruz. Antes do jogo, os adeptos foram detidos pela Polícia Militar em Campinas, quando se dirigiam para a sede de uma torcida organizada do rival Guarani.

Os dois times da cidade paulista tinham jogos marcados para este domingo – o Guarani enfrentaria o ABC, em Natal, pela Série C do Campeonato Brasileiro. Segundo o jornal "Correio Popular", a ação da Polícia Militar para impedir um confronto mobilizou dezenas de homens e até um helicóptero.

Wendel se aproxima de marca histórica na Ponte

Titular na vitória deste domingo, o volante Wendel se aproximou de uma marca pessoal histórica. O jogador da Ponte Preta disputou contra o Santa Cruz a 698ª partida profissional da carreira. A 700ª pode ser o duelo com o Sport, na 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"São 700 jogos. É uma marca interessante e um marco na minha carreira. Me deixa orgulhoso porque não são muitos que atingem essa marca", disse Wendel ao site oficial da Ponte Preta.

PONTE PRETA 3 X 0 SANTA CRUZ

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: domingo, dia 16 de outubro de 2016
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Bruno Boschilia (Fifa-PR) e Pablo Almeida da Costa (MG)
Gols: Roger, aos 7min; Maycon, aos 25min; William Potker, aos 29min do segundo tempo
Cartões amarelos: Arthur (Santa Cruz) e Allan (Santa Cruz)

PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba (Jeferson), Antonio Carlos, Douglas Grolli e Reinaldo; João Vitor e Wendel (Thiago Galhardo); Rhayner, Maycon e Clayson (William Potker); Roger
Técnico: Eduardo Baptista

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Léo Moura, Luan Peres, Danny Morais e Allan; Uillian Correia, Jadson (Marcílio) e João Paulo (Wagner); Arthur (Marion), Keno e Grafite
Técnico: Doriva

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos