Rodrigo Caio dedica gol salvador a Ricardo Gomes: "A culpa não é dele"

Do UOL, em São Paulo

Herói da virada do São Paulo sobre o Fluminense ao fazer o gol que decretou a vitória por 2 a 1 nesta segunda-feira (17), o zagueiro Rodrigo Caio correu para o banco de reservas e abraçou o técnico Ricardo Gomes após cabecear a bola para as redes. Após a partida, ele saiu em defesa do treinador, que está no clube há pouco mais de dois meses.

"Ele é um cara que merece muito, a culpa não é dele, é nossa dentro de campo. A gente tem que mostrar, fazer o que fez hoje, ganhar o jogo. O treinador sempre leva a culpa, mas no momento que a gente vem passando, por toda a dificuldade, uma culpa somente para ele não pode acontecer. É em conjunto. E a gente mostrou que a gente é forte, que quando luta até o fim, consegue o resultado positivo", disse ao SporTV.

Rodrigo Caio também falou que o São Paulo teve sorte no primeiro gol, marcado por Thiago Mendes. No lance, Gum e Marquinho se atrapalharam com a bola dominada na área do Fluminense, e a jogada sobrou para o volante são-paulino finalizar.

"A gente vinha jogando bem, nos jogos anteriores a vitória vinha batendo na trave. Hoje tivemos chances claras, parecia que a bola não entrava, mas hoje a bola entrou. Tivemos um pouco de sorte no primeiro gol, a gente estava precisando de um pouco de sorte. Azar sempre não tem como", brincou o camisa 3.

"O gol que eles fizeram foi em uma falha nossa também, e o gol que fizemos foi na falha deles. Foi um jogo muito apertado. No segundo tempo foi um jogo mais aberto, a gente veio pra empatar e virar", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos