"Vamos lutar até a última instância", diz presidente do Figueirense

Do UOL, em São Paulo

  • Luiz Henrique / site oficial do Figueirense

    Wilfredo Brillinger, presidente do Figueirense

    Wilfredo Brillinger, presidente do Figueirense

O presidente do Figueirense, Wilfredo Brillinger, convocou para esta quarta-feira (19) uma entrevista coletiva para explicar a ação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva tentando a anulação da partida contra o Palmeiras, quando a equipe acabou derrotada por 2 a 1. Segundo o cartola, o clube catarinense vai lutar até o final para que consiga o resultado esperado no tribunal.

"Vamos lutar até a última instância. Estou preocupado em buscar o direito do Figueirense. Precisamos resgatar nosso direito", abriu a entrevista coletiva o presidente do Figueirense, antes de continuar.

"Em termos práticos, o objetivo é a impugnação da partida. O pedido foi protocolado e dirigido ao presidente do STJD, que vai analisar e decidir se recebe, ou não, nosso pedido. Se aceitar, haverá a retirada dos pontos até a decisão final", completou.

Junto com o mandatário, estava o advogado do clube, Ricardo Cordeiro, que explicou a reclamação do Figueirense. "A regra é clara e ela diz que a bola entra em campo quando ela quica no gramado e isso não aconteceu. Foi um gol que não existiu. O Figueirense utilizou uma maneira legítima e legal, pedindo liminar para não se computar os três pontos contra o Palmeiras. O primeiro plano é a anulação da partida".

Sobre prazos, o advogado acredita que o clube deve ter alguma novidade ainda nesta semana. "Os prazos previstos na CBJD (Confederação Brasileira de Justiça Desportiva) é de dois dias para a parte contrária se manifestar e do próprio procurador. Acredito que em dois dias já devemos ter alguma posição".

ENTENDA O CASO

O Figueirense entrou na última terça-feira (18) com o pedido de anulação do jogo contra o Palmeiras no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O clube catarinense alega erro de direito, ferindo a regra 15, por conta do segundo gol do time alviverde na partida vencida pelos paulistas por 2 a 1.

No lance em questão, o Figueirense sustenta que Dudu cobra o arremesso manual posicionado lateralmente ao campo e a bola toca o solo antes de entrar no terreno de jogo. A sequência terminou no tento da vitória do líder e os catarinenses se sentem diretamente atingidos.

Caso o STJD acate o pedido, o Palmeiras terá os pontos suspensos na tabela, da mesma forma que ocorreu com o Flamengo na polêmica envolvendo o clássico contra o Fluminense.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos