Por que o Flu deve mandar poucos jogos no Maracanã em 2016

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Pedro Ivo Almeida/UOL

    Pouco público em jogos no Maracanã dão prejuízo ao Fluminense, que prefere jogar em Edson Passos

    Pouco público em jogos no Maracanã dão prejuízo ao Fluminense, que prefere jogar em Edson Passos

O Fluminense chegou a um acordo com a concessionária para jogar contra o Vitória no Maracanã, no dia 28. O torcedor que quiser ver o time no estádio precisa garantir ingressos contra os baianos, já que há a possibilidade desse ser o único duelo da equipe no "Maior do Mundo". A explicação é simples: dinheiro.

Para jogar no Maracanã, o Fluminense terá que alugar o estádio. O preço é de R$ 100 mil, o que não desagrada. O problema maior é que o clube terá que assumir a operação dos confrontos, já que a concessionária, que quer devolver o estádio para o Estado já não conta mais com o quadro de funcionário disponível.

Assim, caberá ao Fluminense organizar isso. O clube poderá utilizar seus próprios profissionais ou terceirizar o serviço, o que geraria ainda mais gastos. E é justamente esse o problema. Para não ter prejuízo, o Tricolor só atuará no Maracanã nesses moldes se um jogo tiver grande apelo.

Caso contrário, o Fluminense seguirá apostando no caldeirão de Edson Passos, como ocorreu a partir da 15ª rodada do Brasileiro. O time tem ótimo aproveitamento no estádio, com capacidade para 11 mil torcedores e custo bem mais em conta. O objetivo da diretoria é sair do local em 2016 apenas se determinado duelo tiver apelo para bom público no Maracanã.

Mesmo deixando a presidência no fim de novembro, quando haverá novas eleições, o presidente Peter Siemsen deixa clara sua opinião sobre o que o Fluminense deveria fazer em 2017. Para ele, o Tricolor deveria manter Edson Passos para jogos menores e só utilizar o Maracanã em grandes duelos.

"Vou deixar a presidência em dezembro, então ficar falando de futuro às vezes é um pouco difícil. Mas no que depender de mim, vamos continuar jogando em Edson Passos sim, e vamos equilibrar com o Maracanã. É um estádio que nos acolheu. E nossos resultados, fora um incidentezinho, têm sido espetaculares. O clima entre torcida e time é muito forte. É uma conexão muito grande. E o Maracanã com 10, 15, 20 mil pessoas não produz essa relação. Cabe a gente fazer esse movimento e extrair o melhor do estádio do América e compor com grandes jogos no Maracanã para termos as melhores condições para termos os melhores resultados", explicou Peter Siemsen.

Quer receber notícias do Fluminense de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos