Com um a mais, Fluminense peca na pontaria e cede empate ao Coritiba

Do UOL, em São Paulo

Não foi bom para ninguém. Em jogo marcado por uma polêmica expulsão-relâmpago de Kléber, o Coritiba buscou empate por 1 a 1 contra o Fluminense neste domingo (23), no Couto Pereira, pela 32ª rodada do Brasileirão. O capitão Gum abriu o placar para o tricolor das Laranjeiras, mas Leandro descontou para o Coxa.

O empate não é positivo para nenhuma das equipes no certame. O Coritiba chegou ao quarto jogo sem vitória e continua ameaçado pelo fantasma da zona de rebaixamento - foi a 38 pontos, contra 35 do Vitória, primeiro time no Z-4.

Por sua vez, vindo de três derrotas consecutivas, o Fluminense viu a distância para a zona de classificação para a Libertadores aumentar. O tricolor soma 47 pontos, dois a menos que o Corinthians, que abre o G-6 do Brasileirão.

Apesar do empate, o Fluminense deixa a partida com sentimento de derrota. O tricolor teve um jogador a mais na maior parte do jogo, foi melhor que o Coxa e abusou das chances perdidas. Mas como diz o ditado, quem não faz, leva!

Kléber é expulso com 3 minutos em campo

Conhecido por seus nervos quentes, o atacante Kléber foi expulso de maneira no mínimo rigorosa pelo árbitro Raphael Claus neste domingo. Ele entrou no jogo com 38 minutos do primeiro tempo e acabou excluído da partida três minutos depois.

Numa dividida com Wellington Silva, Kléber protegeu com o braço no peito do marcador, mas o juiz interpretou como falta do atacante do Coxa, que rebateu com xingamentos. O árbitro não gostou e mandou o jogador mais cedo para o vestiário. No lance, até o próprio zagueiro do Fluminense se espantou com a cor do cartão.

"Não era nem para [cartão] amarelo", opinou o comentarista Roger no canal Premiere. Após o término do primeiro tempo, titulares e reservas do Coxa cercaram Claus no centro do campo para cobrar o árbitro. Polêmica!

Quem foi bem: Gum

MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC.

No dia em que completou 350 jogos com a camisa do Fluminense, o zagueiro Gum foi o melhor jogador em campo. Não só pelo importante gol que abriu o placar, como também pela atuação segura na defesa. Também foi o 50º jogo do capitão tricolor na temporada, que vinha sofrendo com críticas dos torcedores. 

Quem foi mal: dupla de ataque do Flu

Os atacantes Wellington e Richarlison não tiveram uma noite feliz em Curitiba neste domingo. Quando o Fluminense vencia por 1 a 0, eles tiveram pelo menos três boas chances de ampliar o marcador no Couto Pereira, mas desperdiçaram. Mal em campo, a dupla terminou substituída por Magno Alves e Marcos Júnior.

Fluminense domina Coritiba no primeiro tempo

Mesmo jogando fora de casa, o Fluminense foi muito superior ao Coritiba no primeiro tempo. Além do gol de Gum, que marcou de cabeça após cruzamento de Gustavo Scarpa, o tricolor das Laranjeiras criou boas oportunidades de ampliar o marcador, principalmente nas jogaras aéreas. Acuado e errando muitos passes, o Coxa praticamente não conseguiu criar boas chances de gol – e ainda teve Kléber expulso aos 41 minutos em decisão discutível do árbitro Raphael Claus.  

Com um a menos, Coxa busca o empate na etapa final

MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC.

Precisando pontuar em meio à briga contra o rebaixamento no Brasileirão, o Coritiba ensaiou uma pressão inicial no segundo tempo. Com a vantagem no placar, o Fluminense apostou nos contragolpes e abusou de perder gols, principalmente com Richarlison e Wellington. E comprovou o ditado de quem não faz leva. Após belo passe de Kazim, Leandro finalizou com categoria, empatando para o Coxa. A partida ficou lá e cá, e por pouco Juan, pelo Coxa, e Marcos Júnior, pelo Flu, não definiram o placar.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA 1 X 1 FLUMINENSE

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 23 de outubro de 2016, domingo
Hora: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) e Rogerio Pablos Zanardo (SP)
Gols: Gum, 14' do 1º tempo; Leandro, 20' do 2º tempo

CORITIBA: Wilson, Benítez, Luccas Claro (Kléber), Juninho e Nery; João Paulo, Raphael Veiga (César González), Juan; Leandro, Kazim e Iago.
Técnico: Paulo Cesar Carpegiani

FLUMINENSE: Julio César, Wellington Silva, Gum, Henrique e Giovanni; Pierre, Cícero, Douglas (Marquinho) e Gustavo Scarpa; Wellington (Magno Alves) e Richarlison (Marcos Júnior)
Técnico: Levir Culpi

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos