Mais líder do que nunca: Palmeiras abre vantagem com vitória sobre o Sport

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo

Mais líder do que nunca. O Palmeiras deu um passo fundamental para encerrar o Campeonato Brasileiro de 2016 como campeão. Enquanto o Flamengo tropeço diante do Corinthians no Maracanã, o clube de Palestra Itália fez a sua parte, derrotou o Sport por 2 a 1, no Allianz Parque, e aumentou ainda mais o conforto na primeira posição.

O resultado positivo conquistado na tarde deste domingo, graças aos gols de Dudu e Tchê Tchê – Rogério descontou para os pernambucanos -, deixou o Palmeiras com 67 pontos, seis a mais do que o time rubro-negro carioca. Restam apenas seis rodadas para o fim da Série A.

Enquanto o time alviverde se aproxima do grande objetivo, o Sport se vê mais ameaçado de uma queda para a Série B. Com apenas 37 pontos somados, o time pernambucano possui apenas dois pontos de vantagem em relação ao primeiro clube dentro da zona do rebaixamento.

O Palmeiras agora tem pela frente o clássico contra o Santos, marcado para o próximo sábado, às 19h30, na Vila Belmiro, pela 33ª rodada do Brasileiro. Já o Sport entra em campo antes, na quinta-feira, quando recebe a Ponte Preta na Ilha do Retiro, às 20h30 (de Brasília).

Quem foi bem: Jailson
 
O goleiro palmeirense foi fundamental para mais uma vitória do líder. Quando o placar se apresentava zerado, Jailson apareceu para salvar o Palmeiras. Foram pelo menos três defesas importantes para sustentar a vantagem e assegurar três pontos fundamentai na briga pelo título.
 
Quem foi mal: Tchê Tchê
 
Rivaldo Gomes/Folhapress
Apesar de anotar o segundo gol palmeirense, Tchê Tchê viveu uma tarde abaixo do que pode apresentar. O meio-campista atrasou contra-ataques, errou passes curtos e nem de longe se mostrou como o jogador que rapidamente conquistou uma vaga cativa no time titular de Cuca.


Gol com reclamação

Enquanto Dudu comemorava o primeiro gol do Palmeiras na tarde deste domingo, pelo menos cinco jogadores do Sport cercaram o árbitro Ricardo Marques Ribeiro para reclamar de um lance anterior. Mais exaltado no grupo, o meia Diego Souza questionava a não marcação de um pênalti segundos antes – bola na mão do zagueiro Yerry Mina. (leia mais)

'Cheirinho no ar'

Uma situação inusitada marcou o duelo deste domingo: o torcedor do Palmeiras comemorou o gol do arquirrival Corinthians. Sem citar o nome do arquirrival alviverde e com direito a provocação pelo 'cheirinho', o locutor do Allianz Parque anunciou o gol de Guilherme, que fez 1 a 0 no Maracanã, e promoveu a primeira festa palmeirense na arena.

Dudu se torna o artilheiro do Allianz Parque

Rivaldo Gomes/Folhapress
Responsável por abrir o placar diante do Sport, Dudu alcançou uma marca importante: chegou a 11 gols e se tornou o artilheiro do Allianz Parque ao lado de Gabriel Jesus, Rafael Marques e Cristaldo, que nem defende mais o clube de Palestra Itália.

Cucabol reaparece

O segundo gol palmeirense nasceu de uma jogada bastante trabalhada pelo técnico palmeirense: lateral longo para a área, casquinha na primeira trave e finalização. Barrios tocou de cabeça e a bola sobrou para Tchê Tchê, que minimizou a atuação apagada com o gol do alívio para o torcedor palmeirense.

Palmeiras é cirúrgico

Apesar de se apresentar aquém de um líder de Campeonato Brasileiro, o Palmeiras alcançou três pontos fundamentais na briga pelo título graças à eficiência ofensiva. Durante a primeira etapa, a equipe da casa aproveitou as duas melhores chances com Dudu e Tchê Tchê. A vantagem permitiu à equipe mostrar a maturidade tão ressaltada por Cuca e controlar o confronto no segundo tempo.

Sport acua Palmeiras, mas não aproveita

Mesmo como visitante, o Sport se sentiu à vontade no Allianz Parque. A equipe pernambucana controlou o meio-campo e aproveitou a escalação mais aberta de Cuca para acuar o Palmeiras no setor defensivo. Diego Souza, com liberdade, confundiu a marcação palmeirense e criou as principais chances da equipe, que saiu derrotada por erros defensivos.

Cuca dá nova chance a Allione

Expulso na eliminação da Copa do Brasil e abatido, Allione recebeu uma nova chance do técnico Cuca neste domingo. O meia-atacante argentino teve papel importante na vitória sobre o Sport; tanto na parte ofensiva quanto na defesa, o camisa 15 mostrou disposição e justificou o voto de confiança do treinador para esta reta final de Série A.

Daniel Paulista tira referência e confunde Palmeiras

A escalação de Rogério como o atacante mais centralizado se apresentou como uma ótima opção de Daniel Paulista. O treinador do Sport apostou na velocidade e tirou a referência de Mina e Vítor Hugo, que demoraram a encontrar o melhor posicionamento. Para azar do treinador, a pontaria pernambucana e a tarde regular de Jailson impediram uma melhor sorte.

#OutubroRosa

Divulgação/Twitter oficial do Palmeiras
Antes do jogo contra o Sport, o Palmeiras ofereceu exames de prevenção ao câncer de mama nos portões de acesso do Allianz Parque. "Mulheres que venceram a luta contra o câncer de mama estão espalhadas pela nossa casa. Procure uma delas para fazer o exame preventivo", dizia a nota publicada pelo clube alviverde em seu Twitter, antes do apito inicial.

#OutubroRosa II

Reprodução/Instagram
Em homenagem ao Outubro Rosa, o Palmeiras foi a campo com números em cor de rosa no verso da camisa verde.

PM bloqueia acessos e limita tradicional pré-jogo

José Edgar de Matos/UOL
O palmeirense que chegou mais cedo ao Allianz Parque neste domingo, data da partida contra o Sport, encontrou uma novidade no acesso à arena. Por iniciativa do 2º Batalhão da Polícia Militar, as ruas de acesso ao estádio foram bloqueadas, e a já tradicional festa pré-jogo ocorrida na rua Caraibas acabou limitada. (leia mais)

PALMEIRAS 2 x 1 SPORT

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 23 de outubro de 2016 (domingo)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Nadine Schramm Camara Bastos (Fifa-SC) e Pablo Almeida da Costa (MG)
Público: 31.107 pagantes
Renda: R$ 2.172.551,24
Cartões amarelos: Fabiano (Palmeiras); Diego Souza, Luis Ruiz (Sport)
Gols: Dudu, aos 20min, Rogério, aos 32min, e Tchê Tchê, aos 45min do primeiro tempo

PALMEIRAS: Jailson; Fabiano (Thiago Santos), Yerry Mina, Vitor Hugo e Zé Roberto; Tchê Tchê e Jean; Allione (Cleiton Xavier), Moisés e Dudu; Lucas Barrios (Alecsandro)
Técnico: Cuca

SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Renê; Rithely, Paulo Roberto, Diego Souza, Everton Felipe (Apodi) e Rodney Wallace (Luis Ruiz); Rogério (Vinícius Araújo)
Técnico: Daniel Paulista

Quer receber notícias de Palmeiras e Sport de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos