Reserva de Fábio defende 4º pênalti desde profissionalização no Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

No triunfo sobre o Vitória, na tarde deste domingo (23), Rafael defendeu o quarto pênalti na carreira. O substituto de Fábio no Cruzeiro só sofreu um gol em cobranças de penalidade máxima desde que se profissionalizou.

No jogo deste fim de semana, disputado no Barradão, o camisa 12 impediu o gol de Sherman Cárdenas. No final do confronto, ele contou que estudou a forma de cobrar do meia-atacante colombiano:

"Já conhecia sim. Muitos jogadores optam por bater no meio, fui feliz. Eu sabia que ele poderia fazer a cobrança no meio, eles estavam perdendo o jogo, jogo de confronto direto. Eu pude esperar e graças a Deus deu tudo certo", afirmou.

O goleiro não foi o único a avaliar o pênalti diante do Vitória. Escalado na vaga de Ramón Ábila, o atacante Willian também se pronunciou sobre o caso:

"O Rafa vem aproveitando as oportunidades. Ele tem sido muito importante nos jogos e foi decisivo neste jogo aí", declarou.

Além do jogo deste domingo, Rafael defendeu os pênaltis de Andrés Chávez contra o São Paulo, Nikão, do Atlético-PR, no início do ano, e Marcos Assunção, à época de Palmeiras, em 2011.

Quer receber notícias do Cruzeiro de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos