Não é só Anderson. Inter recupera lateral que foi surpresa em 2015

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Divulgação SC Inter

    Geferson (direita) voltou a jogar depois de um mês e agora é visto como titular

    Geferson (direita) voltou a jogar depois de um mês e agora é visto como titular

Anderson entrou vaiado e saiu aplaudido, mas não é o único a estar reabilitado no Internacional. Além do meia, o clube gaúcho devolveu Geferson ao time titular. Integrante da equipe que chegou até a semifinal da Copa Libertadores de 2015, o lateral esquerdo ganhou nova chance após trabalho psicológico e motivacional.

Ao contrário de Anderson, que também lidou com sobrepeso e diferença de massa muscular nas pernas, Geferson ganhou atenção na área psicológica.

"O Celso chegou e disse que me acompanhou antes, sabia que eu tinha qualidade e potencial. Me deu confiança, conversamos bastante. E eu trabalhei muito para aproveitar a chance", disse Geferson.

Promovido ao elenco principal no ano passado, com Diego Aguirre, Geferson foi uma das novidades daquele Inter que só parou diante do Tigres-MEX na Libertadores. O próprio lateral tem motivos para esquecer o duelo no México. Um gol contra dele ajudou a eliminar o time.

Antes da falha, Geferson chegou a ser convocado por Dunga e foi à Copa América com a seleção brasileira. O argumento para o chamamento foi o projeto olímpico. Depois de ir ao Chile, ele não voltou o mesmo. As atuações oscilaram e o lugar no time escapou entre os dedos. Foi parar no colo de Artur, outro promovido das categorias de base.

A reserva foi seguida por uma lesão no ombro e cirurgia. A intervenção obrigou Geferson a parar antes do final da temporada e a voltar somente em 2016. Quando retornou, Artur era mais do que afirmado. Era uma das armas do Inter de Argel Fucks.

"Eu entendi que era o momento do Artur, soube lidar com isso. Mas nunca desisti também", contou. "Ainda falta muita coisa (para repetir o nível do início de 2015), fiquei um tempo sem jogar, mas estou com confiança. A confiança do treinador também", completou.

Internamente, Geferson tem sido elogiado pelo empenho e evolução no dia a dia. Desde agosto, quando o Inter reformulou o departamento de futebol, ele tem sido um dos atletas que recebeu amparo. Atividades motivacionais, como palestra com dinâmica de grupo.

Nos números, o lateral também tem mostrado melhora. Titular na derrota para o Vitória, Geferson ficou quase um mês sem atuar. Quando voltou, diante do Botafogo, reduziu o número de passes errados, elevou o número de assistências e também de desarmes e bloqueios.

Segundo o Footstats, ele acertou 15 passes contra o Fortaleza e 41 diante do Galo – pela Copa do Brasil. No Brasileirão, pulou de 13 passes certos contra o Botafogo para 32 diante do Flamengo e 20 no Gre-Nal.

Outra prova do conceito de Geferson está no uso de Ceará. O experiente lateral vinha sendo improvisado na esquerda, mas nas últimas rodadas voltou à função de origem. Tudo por aquilo que o Inter chama de reabilitação e que chegou até o camisa seis.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos