Cássio diz estar feliz no Corinthians e decidirá futuro no fim da temporada

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Cássio voltou à equipe do Corinthians neste sábado. Walter sentiu lesão na coxa direita e foi substituído aos 15min do primeiro tempo, o que abriu espaço para o antigo titular no empate em 1 a 1 contra a Chapecoense. Ele falou bastante a respeito do momento no banco de reservas e também sobre o futuro. 

Entre suas declarações, Cássio negou viver um ambiente ruim no Corinthians, assegurou estar feliz e disposto a lutar mais uma vez por espaço no time. O goleiro campeão do mundo, entretanto, admitiu que em dezembro irá se sentar com o empresário Carlos Leite para discutir possibilidades para os anos seguintes. Ele tem contrato até o fim de 2019. 

"No futebol as coisas acontecem muito rápido. Estou concentrado aqui no Corinthians, tenho mais três anos de contrato e renovei esse ano. Vou batalhar dentro de campo para conquistar a posição de novo", comentou. 

"O professor Oswaldo e as pessoas que vieram com ele são sensacionais. Eu vim disposto a conversar com ele. A gente vê às vezes muitos jogadores que ganharam muito e às vezes querem tumultuar. Eu pelo contrário: estou para ajudar. Sou muito grato a tudo que o Corinthians fez por mim. Vim da Holanda e nem sabia se ia jogar. Para deixar claro, que estou aqui há cinco anos e ganhei muitas coisas. Sou muito grato. Me julgam sem saber, falam sem conhecer, e para mim é muito gratificante estar aqui. Vou lutar até o final dentro de campo, sem falar, para voltar ao Corinthians", afirmou Cássio. 

"Comuniquei a meu empresário caso chegasse uma proposta que eu não gostaria de saber. Quando acabar a temporada, vou me sentar e conversar, porque seria falta de respeito com Corinthians. Estou feliz no clube e deixo isso com o empresário. Nós tínhamos um time montado e, num curto espaço de tempo, olha o monte de jogador que saiu. É difícil falar sobre futuro", lembrou. 

Cássio também comentou sobre ambiente. "Ouvi que não me dou bem com Walter, que tenho problema com Mauri, e eu sempre respeitei todo mundo. Depois das entrevistas do Mauri, nós nos sentamos e falamos como homens com total respeito. Walter, pelo amor de Deus, é um dos melhores amigos que tenho no Corinthians. O Alessandro comentou que é difícil ter a amizade por dois jogadores que disputam posição como nós", disse.

"Fico um pouco chateado com isso, pois eu sempre me dediquei ao máximo, e acaba sendo um pouco maldoso. Estou com a cabeça boa, vou trabalhar para buscar minha posição e estou feliz onde estou. Procurei o Walter porque mesmo no banco queria que ele contasse comigo. Não quero confusão no Corinthians, sou muito grato. Renovei, tenho três anos de contrato, não falta só um ano. Pode ter certeza que, se tiver proposta, sempre vou pensar duas vezes, como das outras vezes. Tenho ambiente muito bom, profissionais de alto nível que gostam de mim de verdade. Sirvo de referência para os outros jogadores. Estou muito feliz no Corinthians", concluiu. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos