Corinthians joga mal, só empata com Chapecoense e deixa G-6

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

A semana cheia para treinar não se refletiu em bom futebol para o Corinthians. Sem criatividade, a equipe de Oswaldo de Oliveira não passou de empate por 1 a 1, neste sábado, contra a Chapecoense em Itaquera. O efeito dos pontos perdidos é direto na classificação do Campeonato Brasileiro.

Com a vitória do Atlético-PR sobre o Cruzeiro, o Corinthians ficou com 50 pontos, contra 51 dos paranaenses, agora na sexta posição. São seis vagas para a Copa Libertadores. Agora, restam cinco partidas para o Brasileirão se encerrar para os corintianos.

Neste sábado, o Corinthians parecia com a vitória encaminhada apesar de futebol ruim. Rildo sofreu pênalti convertido por Giovanni Augusto aos 29min do segundo tempo. Uma penalidade desastrosa feita por Pedro Henrique.

O melhor: Cléber Santana

Em partida na qual foi melhor a Chapecoense em alguns momentos, o experiente meio-campista foi o jogador mais importante. Foi o líder da equipe em passes certos, ajudou na marcação com Matheus Biteco e ainda arriscou a finalização mais perigosa, defendida por Cássio. É um dos jogadores mais assíduos do país em 2016, com 59 jogos disputados. 

O pior: Marquinhos Gabriel (e muitos outros)

Foi difícil encontrar um só destaque negativo do Corinthians, de futebol pobre em Itaquera. Primeiro a ser substituído por Oswaldo de Oliveira, Marquinhos errou praticamente tudo que tentou pela ponta esquerda. Além dele, foi um dia ruim para Fagner, Uendel, Marlone e Romero, que furou finalização perigosa na pequena área.

Rildo sai do banco e arranca pênalti

Ernesto Rodrigues/Folhapress

A entrada do atacante Rildo foi o fator decisivo para o Corinthians abrir o placar. Em dia de pouca inspiração de quase toda a equipe, o atacante buscou os lances individuais e foi premiado em entrada imprudente do lateral Gimenez, que virou pênalti convertido por Giovanni Augusto.

Pedro Henrique vacila e Bruno Rangel não perdoa

Reinaldo Canato /UOL

A vitória parecia encaminhada para o Corinthians quando o zagueiro Pedro Henrique acertou chute em Lucas Gomes na grande área. O árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima acertou mais uma vez na marcação. Melhor que ele apenas Bruno Rangel, que anotou com categoria. Foi o gol 23 do veterano na temporada.

Trabalho de Oswaldo não se reflete em bom futebol

Ernesto Rodrigues/Folhapress

O novo treinador do Corinthians comandou treinamentos nos últimos cinco dias, mas, neste sábado, não surtiu efeito. A equipe corintiana teve problemas na saída de bola diante da marcação competente da Chapecoense no campo ofensivo. No meio-campo, as triangulações que marcavam o time foram anuladas pelo adversário.

Caio Júnior aposta em estratégia ousada e arranca um ponto

A Chapecoense surpreendeu o Corinthians com marcação no campo de ataque e fez com que Danilo, no primeiro tempo, fosse quase um espectador. Com boa troca de passes e Ananias e Tiaguinho com muita velocidade pelas beiradas, foi o time melhor na etapa inicial. Depois, em desvantagem, Caio tornou o time mais ofensivo e se deu bem com a conquista de um justo empate. 

Chapecoense poupa alguns titulares antes de jogo mais importante da história

Reinaldo Canato /UOL

A chance de jogar a Copa Libertadores de 2017 está viva para a Chapecoense, que deixou nomes como Josimar e Kempes no banco de reservas, mas teve titulares importantes em campo, como Danilo, Thiego e Cléber Santana. Em situação confortável no Brasileirão, a equipe catarinense viaja à Argentina para disputar a semifinal da Copa Sul-Americana contra o San Lorenzo. 

Walter sente incômodo muscular e dá nova chance a Cássio

Pela segunda vez neste Brasileirão, Walter ganhou a posição e saiu do time por problema muscular. O goleiro sentiu a coxa direita e pediu substituição aos 15 minutos do primeiro tempo. Cássio voltou à equipe e teve atuação segura, pouco exigido pelo ataque da Chapecoense. O gol que tomou foi de pênalti, no contrapé.

Corinthians joga sem apoio das torcidas organizadas

Dassler Marques/UOL

Por determinação do STJD, o setor Norte, destinado às organizadas, foi interditado para este jogo. Em média, ele corresponde a 12% dos ingressos vendidos em Itaquera. Enquanto isso, no Rio de Janeiro, 31 torcedores seguem presos em função da briga de organizadas e policiais militares no último domingo em Fla 1 x 1 Corinthians.

Ficha Técnica

CORINTHIANS 1 x 1 CHAPECOENSE

Data: 29/10/2016
Local e hora: Arena Corinthians, São Paulo-SP, às 16h30 (de Brasília)
Público e renda: 25.399 (25.064 pagantes) e R$ 1.247.140,00
Árbitro e auxiliares: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS), com Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS) e Leirson Peng Martins (RS)
Cartões Amarelos: Lucca (Corinthians); Gimenez (Chapecoense)
Gols: Giovanni Augusto aos 29' e Bruno Rangel aos 38 minutos do segundo tempo

Corinthians: Walter (Cássio); Fagner, Pedro Henrique, Vilson e Uendel; Camacho; Marlone (Rildo), Giovanni Augusto, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel (Lucca); Romero. Treinador: Oswaldo de Oliveira.

Chapecoense: Danilo; Gimenez, Neto, Thiego e Dener; Matheus Biteco, Gil (Hyoran), Cléber Santana (Josimar); Ananias (Lucas Gomes), Bruno Rangel e Tiaguinho. Treinador: Caio Júnior.

Quer receber notícias do Corinthians de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos