Técnico do Botafogo aceita o empate: 'Não gosto de dar desculpas'

Do UOL, no Rio de Janeiro

O Botafogo deixou escapar a oportunidade de se aproximar do G3 do Campeonato Brasileiro ao empatar em 0 a 0 com o Coritiba, neste sábado, na Arena da Ilha do Governador, no Rio. Embora tenha feito questão de ressaltar a boa atuação de Wilson, goleiro do Coxa, o técnico Jair Ventura preferiu aceitar o resultado.

"Ganhar é sempre melhor. Foi um empate jogando em casa, com a presença em peso da nossa torcida. Foi um jogo difícil. O time começou com certa dificuldade. Mudei, trouxe o Camilo. Foram 18 finalizações. O Wilson esteve numa noite muito feliz. Não gosto de dar desculpa. Mérito também para a equipe do Coritiba. Parabéns para a equipe do Coritiba que conseguiu o empate com o Botafogo. Foi a última bola que não entrou. Criamos bastante, mas não conseguimos vencer", avaliou.

Pela primeira vez, o treinador optou por uma formação com três atacantes, com Rodrigo Pimpão, Sassá e Neílton. Em sua análise, é importante não "engessar" o time:

"Começamos com a situação do Diogo. Como perdemos o Airton, treinamos muito bem durante a semana, não posso deixar de ter a meritocracia. Não posso engessar num esquema. O Pimpão vinha treinando muito bem. Quando ganha fica tudo mais fácil. Não gostei do resultado, mas gostei da performance. Tivemos inúmeras chances de gols", disse.

Na próxima rodada o Botafogo tem pela frente o clássico com o Flamengo no Maracanã.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos