G. Jesus multiplica cartões e só fez um gol após ouro e venda para o City

José Edgar de Matos

Do UOL, em Santos (SP)

Inquestionavelmente uma das peças fundamentais da campanha de líder do Palmeiras no Campeonato Brasileiro, Gabriel Jesus enfrenta um problema nestes últimos meses de Academia de Futebol. Logo na reta final da Série A, o atacante vive uma 'seca' de gols e acumula uma quantidade expansiva de cartões amarelos recebidos após ficar de fora do time no período dos Jogos Olímpicos do Rio, mesma época em que teve sua transferência anunciada para o Manchester City.

Depois de passar em branco no último clássico disputado antes da ida para o Manchester City – derrota por 1 a 0 para o Santos, na Vila Belmiro -, Gabriel Jesus acumulou o sétimo jogo sem balançar as redes; cinco deles pelo Campeonato Brasileiro. Detalhe: tomou cartão por reclamação depois de a partida estar terminada.

Desde o retorno dos Jogos Olímpicos, quando conquistou a inédita medalha de ouro pela seleção brasileira, o camisa 33 balançou as redes adversárias em apenas uma oportunidade: anotou o gol que decretou o empate por 1 a 1 contra o vice-líder Flamengo. 

A queda de rendimento chama a atenção do técnico Cuca, que admite a 'oscilação' do principal atacante do Palmeiras nesta reta final de temporada na Série A do Brasileiro.

"É uma oscilação. Ele está sendo muito marcado. Começamos com ele de centroavante, depois o coloquei na esquerda e na sequência na direita. Ele não conseguiu encontrar seu espaço. Tem dia que é assim", disse o treinador, ciente da missão de reabilitar o centroavante.

"Não foi um dia feliz. Acontece com qualquer jogador. Ele continua sendo fundamental para nós. Cabe a mim recuperá-lo nessa reta final de campeonato", acrescentou Cuca.

Enquanto os gols cessaram, os cartões se multiplicaram. Gabriel Jesus soma 11 gols e 10 cartões amarelos no Campeonato Brasileiro; deste número de advertências, seis delas ocorreram após o período olímpico com a seleção brasileira.

Nos últimos quatro jogos pela Série A (Santa Cruz, Cruzeiro, Figueirense e Santos), o centroavante recebeu cartões amarelos. Na Vila Belmiro, a advertência ocorreu após o final da partida na Vila Belmiro.

Cuca defendeu Gabriel Jesus sobre o cartão na Baixada Santista, mas destacou a conversa com o atacante nos vestiários depois da derrota por 1 a 1. Depois, perguntado sobre o comportamento do jogador, o treinador defendeu-o.

"Ele foi o que melhor treinou na semana, se comportou muito bem. Foi o último a sair de campo. Não tira o pé de dividida. Ele é fundamental para nossa equipe. Ele é o jogador mais importante, mesmo tendo 19 anos", destacou Cuca, que prevê uma resposta imediata de Jesus.

"A gente vê ele bastante focado. Hoje não deu certo, contra o Inter vai dar", encerrou o técnico do Palmeiras.

Quer receber notícias do Palmeiras de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos