Maracanã não empolga, e Flu deverá apostar em alçapão até fim do ano

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

O Fluminense voltou ao Maracanã e se sentiu em casa. Mesmo assim, o clube está fortemente inclinado a realizar as partidas contra Atlético-PR e Internacional no alçapão Giulite Coutinho, em Edson Passos, na Baixada. Esse é o objetivo da diretoria até o fim da temporada, mas ainda precisa ser confirmado.

Isso porque por mais que tenha recebido um bom público, a renda não foi considerada boa pelo Fluminense. Com o novo acordo feito para jogar no Maracanã, o Tricolor assumiu todo o custo de operação do estádio. Assim, para não ter prejuízo, havia a necessidade de um público de 25 mil pessoas.

Por mais que o público tenha atingido (20.005 presentes), não foi o suficiente para mudar a opinião do  Fluminense. E essa situação deverá decisiva para a diretoria em definir os dois jogos finais do time como mandante neste Brasileiro no alçapão.

Em Edson Passos, um estádio menor e com capacidade para 13 mil pessoas, o custo de operação é menor: cerca de R$ 100 mil. E o histórico pesa à favor dessa decisão. Nos sete jogos do time no alçapão, o Fluminense não teve prejuízo.

Evidentemente que o péssimo resultado diante do Vitória deverá influenciar na decisão. Isso porque o Fluminense se colocou em situação delicada e precisa definir onde jogará com antecedência. Assim, sem saber em qual condição o time estará no dia de determinado jogo, a diretoria deverá definir Edson Passos como casa até o fim do ano.

Quer receber notícias do Fluminense de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos