São-paulino é preso por matar uma galinha em frente a ônibus do Corinthians

Dassler Marques e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • José Eduardo Martins/UOL

Um fato no mínimo inusitado marcou o pré-jogo do clássico entre São Paulo e Corinthians neste sábado (05). Um torcedor tricolor matou uma galinha em frente ao ônibus do rival, que chegava ao Estádio do Morumbi cerca de uma hora e meia antes da partida.

O torcedor foi detido pela Polícia Militar. Segundo informações das autoridades, ele será enquadrado na Lei 9.605/98, que trata dos maus tratos aos animais. O artigo 32 da lei prevê pena de três meses a um ano de detenção, além de multa, para quem "praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos".

O ato do torcedor é uma provocação ao Corinthians, que é chamado de "galinha preta" pelos rivais. A brincadeira nasceu do nome da principal torcida organizada do Alvinegro, a Gaviões da Fiel.

Em campo, o São Paulo venceu o Corinthians com facilidade por 4 a 0. Foi a primeira vitória tricolor sobre o rival no Morumbi em jogos pelo Campeonato Brasileiro desde 2003.

O clássico deste sábado foi disputado com torcida única, como solicitado pelo Ministério Público do estado de São Paulo em abril. A medida foi acatada pela Federação Paulista de Futebol (FPF) e pela Secretaria de Segurança Pública, valendo até o final do ano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos