Futuro palmeirense faz gol e tira o Atlético-MG da briga pelo título

Do UOL, em Belo Horizonte

Pela matemática ainda é possível o Atlético-MG ser campeão brasileiro, já que restam 12 pontos em disputa e a diferença para o líder Palmeiras é de 10 pontos. Mas depois do que se viu no Estádio Couto Pereira, nem mesmo o atleticano mais otimista acredita mais numa possível virada neste Brasileirão. Mais uma vez sem jogar bem, o Atlético foi derrotado pelo Coritiba, por 2 a 0, com gols de Raphael Veiga, que vai defender o Palmeiras a partir de 2017, e de Kléber, em cobrança de pênalti.

Resultado importante para a equipe paranaense, que ganhou um fôlego na briga contra o rebaixamento, já que agora são três pontos a mais do que o Internacional, o primeiro time dentro da zona. Já o Atlético, não aproveitou a chance de pelo menos retornar ao G3. O foco agora é todo na final da Copa do Brasil, contra o Grêmio, nos dias 23 e 30 deste mês.

Antes de chegar ao Palmeiras, Veiga ajuda futuro clube

Entre Palmeiras e Raphael Veiga já está tudo certo. O jogador do Coritiba tem acordo firmado para assinar com o clube paulista, por cinco temporadas. Restam apenas detalhes entre as duas diretorias para que a transferência seja confirmada. Mas antes mesmo de chegar a São Paulo, Raphael Veiga já começou a ajudar o Palmeiras. Com o gol marcado diante do Atlético, o camisa 20 do Coritiba praticamente tirou o ânimo do clube mineiro para o duelo da próxima rodada, contra o Palmeiras. Agora são 10 pontos atrás do líder da competição.

Artilheiros do Brasileirão começaram na reserva

Fred, com 13 gols, e Robinho, com 12 gols, são os dois principais goleadores do Campeonato Brasileiro. Mesmo assim, ambos ficaram na reserva no duelo com o Coritiba. O caso de Robinho é lógico. O camisa 7 vem de uma sequência pesada de jogos. Entre os dias 13 de outubro e 2 de novembro, o Atlético atuou sete vezes, todas com Robinho, que começou na reserva apenas uma vez nesse período. O desgaste fez com que Marcelo Oliveira poupasse o artilheiro do Brasil em 2016. Já Fred, o goleador do Brasileirão, ficou na reserva por opção do treinador, já que Lucas Pratto vive ótima fase. Antes da partida contra o Coritiba, o argentino havia marcado sete gols em dez jogos.

E só entram bem depois do primeiro gol do Coritiba

Aos sete minutos da etapa final o Coritiba abriu o placar, mas Robinho e Fred seguiram no banco de reservas. O primeiro a entrar foi Robinho, somente aos 15 minutos, na vaga de Luan. Já Fred ficou ainda mais tempo esperando ser chamado por Marcelo Oliveira. O artilheiro do Brasileirão só foi colocado em campo aos 29 minutos, no lugar de Otero. Mas o tempo não foi suficiente para que a dupla Robinho e Fred evitasse a derrota para o Coritiba.

Atlético estreia camisa nova, divulgada via redes sociais

Nada de festa ao qualquer tipo de evento para divulgar a nova camisa do Atlético. O modelo 3, usado pela primeira vez na partida com o Coritiba, foi revelada para a torcida alvinegra via redes sociais. Cerca de 30 minutos antes do início da partida, o clube divulgou fotos e um vídeo com detalhes do uniforme que pode ser usado somente uma vez na temporada 2016. A nova camisa do Atlético vai ser vendida exclusivamente nas lojas oficiais do clube, que vai ficar com toda a renda, como já explicou o UOL ESPORTE.

Primeiro tempo do Atlético foi muita posse e pouca ação

Mesmo atuando fora de casa, o Atlético-MG passou boa parte do primeiro tempo com a bola dominada. O time visitante teve 60% de posse, segundo o site Footstats. No entanto, mesmo com dois meias em campo, Cazares e Otero, o Atlético pouco conseguiu criar. Todas as cinco finalizações foram para fora. Na melhor chance criada, Pratto acabou travado por Amaral, na hora do chute. Já o Coritiba, mesmo com menos tempo de bola, finalizou 11 vezes, sendo três no rumo do gol defendido por Victor.

Atlético leva 59 minutos para chutar no rumo do gol

Foram 47 minutos de jogo no primeiro tempo, com os dois minutos de acréscimo dado pelo árbitro Anderson Daronco. Somado com os 12 minutos da etapa final, quando Patric chutou para defesa de Wilson, foram 59 minutos que o Atlético precisou para acertar a primeira bola no rumo do gol do Coritiba. Antes disso, nas cinco tentativas feitas, os jogadores do clube mineiro só tinham finalizado para fora. Já do outro lado, Victor fez quatro grandes defesas, evitando o que poderia ser uma derrota ainda maior.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 2 X 0 ATLÉTICO-MG
Data:
5 de novembro de 2016, domingo
Horário: 19h30 (de Brasília)
Motivo: 34ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Árbitro: Anderson Daronco (FIFA/RS)
Assistentes: Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
Cartões amarelos: Raphael Veiga (CTB) Erazo e Leandro Donizete (CAM)
Gols: Raphael Veiga aos 7 min e Kléber aos 47 min do segundo tempo

CORITIBA: Wilson; Dodô, Juninho, Walisson Maia e Cesar Benítez; Amaral, César González (Kazim, aos 6 do 2º), Juan (Geovane, aos 37 do 2º) e Raphael Veiga (Edinho, aos 21 do 2º); Kleber e Iago.
Técnico: Paulo César Carpegiani.

ATLÉTICO-MG: Victor, Patric, Erazo, Gabriel e Fábio Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca, Luan (Robinho, aos 15 do 2º), Cazares (Maicosuel, aos 23 do 2º) e Otero (Fred, aos 29 do 2º); Lucas Pratto.
Técnico: Marcelo Oliveira.

Quer receber notícias do Atlético-MG de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos