Vitória bate Atlético-PR, quebra série negativa e coloca Inter na degola

Do UOL, em São Paulo

Um obstáculo a menos na luta contra a queda. Essa é a realidade do Vitória na noite deste domingo, após vencer o Atlético-PR por 3 a 2 no Barradão e deixar a zona de rebaixamento da Série A do Campeonato Brasileiro, que já ocupava há quatro rodadas.

Os gols do Vitória na partida foram marcados por Marinho (duas vezes) e David. Pablo também balançou as redes duas vezes pelo lado do Furacão. O resultado leva o Leão à 15ª posição com 39 pontos, mesma pontuação do Coritiba, que ainda hoje enfrenta o Atlético-MG, e um a mais que o Internacional, que perdeu para o Palmeiras nesta tarde e assumiu seu lugar no grupo da degola.

O Furacão, por sua vez, fecha o G-6 da competição com 51 pontos, um a mais que o sétimo colocado Corinthians. O Fluminense é seu próximo adversário: as duas equipes se enfrentam na outra terça-feira (15) no Maracanã. O Vitória volta a campo dois dias depois (17) na Vila Belmiro, onde encara o vice-líder Santos.

Jéssica Santana/FramePhoto/Estadão

Tente de novo...

Toda a plasticidade que Lucas Fernandes demonstrou ao aplicar o drible da vaca em Euller foi desprezada na conclusão de Pablo, que tocou de primeira para fora. Para a festa (e sorte) paranaense, o atacante teve outra oportunidade 13 minutos depois, quando foi acionado por Lucas Fernandes na cara do gol e só teve o trabalho de empurrar para a rede, que já não era defendida pelo goleiro Fernando Miguel. O artilheiro ainda marcou o segundo aos 42 aproveitando falha do próprio Euller.

Di Marinho

Apelidado em brincadeira com o nome do argentino Di María, o atacante Marinho fez a festa da torcida no Barradão e nas redes sociais quando abriu o placar aos quatro minutos do primeiro tempo. Curiosa foi a tabela que ele fez com a zaga do Furacão: a bola bateu nos adversários e voltou direto para os seus pés, que só tiveram o trabalho de tocar no canto direito de Weverton. E o goleiro só olhou...

O atacante ainda serviu David - que havia acabado de entrar para substituir Zé Love - no cruzamento que originou o segundo gol do Vitória e voltou a brilhar sozinho aos 36 da etapa complementar, quando fez o que quis na área adversária e marcou o golaço do triunfo.

Dupla fogueira

O Vitória foi a campo sabendo que precisava triunfar se quisesse deixar a zona de rebaixamento ainda nesta rodada, torcendo também pelo revés do ameaçado Internacional diante do líder Palmeiras - que se confirmou. A sequência de cinco jogos sem vencer no Brasileirão colocava ainda mais pressão sobre os ombros do time baiano. Do outro lado, o Atlético-PR chegou a Salvador com a missão de encerrar a série de oito derrotas consecutivas como visitante, com o agravante de não ter marcado gols em nenhum desses jogos. Ao menos parte dos objetivos foram cumpridos.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 3 X 2 ATLÉTICO-PR

Data: 06/11/2016
Local: Estádio Manoel Barradas (Barradão), em Salvador-BA
Hora: 17h00 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (PE)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Marcelino Castro de Nazare (PE)
Público: 22.759
Renda: R$ 195.095,00
Cartões Amarelos: Marinho e Victor Ramos (Vitória); Weverton e Nikão(Atlético-PR)
Gols: Marinho, aos quatro minutos do primeiro tempo e aos 36 do segundo, e David aos 23 do segundo (Vitória); Pablo, aos 29 e aos 42 do primeiro tempo (Atlético-PR)

VITÓRIA: Fernando Miguel; Diego Renan, Kanu, Victor Ramos e Euller (Diogo Mateus); José Welison, Willian Farias e Flávio (Cárdenas); Marinho, Zé Eduardo (David) e Kieza
Treinador: Argel Fucks

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Marcão e Nicolas (Sidcley); Otávio (Deivid), Hernani, Lucho González, Nikão e Lucas Fernandes (João Pedro); Pablo
Treinador: Paulo Autuori

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos