Renato diz que derrota liga alerta no Grêmio e rebate questão sobre o Inter

Do UOL, em Porto Alegre

Antes de conceder entrevista coletiva após a derrota por 3 a 0 para o Sport, o técnico do Grêmio, Renato Gaúcho, atendeu Galvão Bueno no Sportv. Entre frases de análise do jogo, o treinador gremista disse que a queda liga alerta e se mostrou incomodado com questões sobre o Inter. 

"Hoje realmente não era nosso dia, mas este grupo tem muito crédito comigo. Tem horas que as coisas acontecem, mesmo nós não querendo, pra nos ajudar. Perdemos na hora certa, ainda estamos na briga no Brasileiro. Mas o sinal foi ligado. Estamos às vésperas de uma decisão e é normal que o time relaxe um pouco. Perdemos. Acho que é importante ficar atentos. Sabemos como é difícil no Brasileiro. Temos que tirar a Copa do Brasil da cabeça dos jogadores. E vamos trabalhar isso", disse. 
 
O questionamento sobre o Internacional foi reflexo da opinião de muitos gremistas nas redes sociais. A derrota deixa o Sport cinco pontos na frente do Inter, que luta para evitar o rebaixamento. 
 
"Se eu fosse atrás de comentário nem estaria aqui. É coisa de quem não entende de futebol. Infelizmente não foi nossa noite. O tititi é de quem fala sem saber. Não existe isso aqui no Grêmio. o Sport foi melhor e mereceu. O hoje Vitória está um ponto na frente do Inter. E fomos a Salvador e ganhamos do vitória. Sob meu comando isso nunca vai acontecer. O Inter faz a parte dele, nós a nossa. Buscamos nossa classificação na Libertadores e o título da Copa do Brasil. Tititi é coisa de recalcado que não vai entrar no meu grupo. Vou proteger de todas as formas", disse o treinador. 
 
Em campo, o Grêmio levou 3 a 0 do Sport em casa. A razão para queda, sob ótica gremista, foi a atenção à final da Copa do Brasil. Os jogos decisivos são diante do Atlético-MG nos dias 23 e 30 deste mês. 
 

Pedido de desculpas a demais repórteres

 
E atender a Globo antes dos demais veículos parece que não era pretendido por Portaluppi. Antes de começar a falar do jogo, em coletiva a todos os jornalistas, o comandante pediu desculpas. "Queria pedir desculpas a vocês, mas sou empregado e recebo ordens. Desculpe pelo atraso", disse. 
 
Confira as demais questões da entrevista coletiva de Renato: 
 

Resultado

Por incrível que pareça, eu gostei do resultado. Foi bom por um lado, liga o alerta. Temos que ficar ligados. Temos que esquecer a Copa do Brasil. Eu senti uma coisa meio estranha na concentração, falei para eles (jogadores). Meu time foi muito abaixo do que vem jogando, muito mesmo. É um trabalho árduo para os jogadores se ligarem em situações como esta. Terei muito trabalho, e vamos conversar todos os dias. 
 

Prejudicar o Inter? 

Quero deixar bem claro: se fosse assim colocaria um time totalmente que não vem jogando. E isso jamais aconteceu. Estes garotos jogaram contra o Santos e o Figueirense, foram muito bem. Hoje não tivemos quatro jogadores porque estão com problemas e não queremos lesão grave. Aqui tudo é pensado. Não tem tititi de prejudicar o Internacional. Se alguém pensar que o Grêmio não se empenhou para prejudicar o Inter, em primeiro lugar não me conhece. Até porque ninguém falou isso quando vencemos o Vitória em Salvador. O Grêmio só se preocupa com ele. Se o Inter está em situação difícil, o problema é deles. Não é por um ou dois jogos, mas pelo campeonato todo. 
 

Preservar ou usar titulares? 

É difícil. Se coloquem no meu lugar. E no lugar do jogador. Quando enfrentarmos o São Paulo estaremos a uma semana do jogo. Colocamos misto? Os titulares precisam de ritmo. Coloramos os titulares? O time não se empenha. E lá na frente vão dizer que faltou ritmo de jogo. É muito difícil. Vamos voltar a nos empenhar no Brasileiro e depois é pensar na Copa do Brasil. 
 

Usar reservas

É o que eu digo: o Grêmio é campeão do mundo. Você precisa sempre dar a resposta. Tem milhões de jogadores que gostariam de estar aqui. Mais cedo ou mais tarde vão jogar. Precisam é estar preparados porque eu vou por e precisam dar resposta. Deram isso diante do Santos, e deram também contra o Figueirense. Então é o que eu falo: o jogador, este grupo, comigo, eles têm um crédito muito grande e sempre vou comprar o barulho do meu grupo. Por que? Porque tem me dado a resposta. Hoje não deram, mas ninguém ganha todos os jogos. Eu volto a repetir: o Grêmio perdeu na hora certa. Para nos alertar. Tanto no Brasileiro, quanto na Copa do Brasil. O que eu falei hoje no vestiário, eles têm muito crédito. Mas o que disse é o seguinte: que sirva de exemplo porque aquela taça da Copa do Brasil ela não vai se mexer e vir até a gente. Nós temos que jogar para ir buscá-la. Que fique o alerta. 
 

Quer receber notícias do Grêmio de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 
 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos