Atlético-MG pode confirmar quinta participação consecutiva na Libertadores

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético

    Jogadores do Atlético-MG comemoram gol sobre o Inter, no estádio Independência, em Belo Horizonte

    Jogadores do Atlético-MG comemoram gol sobre o Inter, no estádio Independência, em Belo Horizonte

Entre 1960 e 2012, o Atlético-MG participou somente quatro vezes da Copa Libertadores. A campanha de 1978, quando chegou a um dos triangulares que decidiam os finalistas, era a melhor do clube mineiro no torneio continental. Mas tudo mudou a partir de 2013. O Atlético estava na Libertadores, após 12 anos afastado, e foi o campeão.

O título foi somente o primeiro capítulo de uma nova história que o Atlético tem escrito na Libertadores. Se antes eram quatro participações em 53 edições, o clube alvinegro está muito perto de garantir presença pelo quinto consecutivo no principal torneio sul-americano. Para confirmar sua vaga na edição 2017, basta ao Atlético vencer o Palmeiras, na quinta-feira, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Aliás, a classificação pode acontecer até mesmo sem a vitória, desde que alguns concorrentes tropecem. Derrota do Corinthians para o Figueirense e tropeços de Grêmio e Fluminense, diante de São Paulo e Atlético-PR, respectivamente, já garantem o clube mineiro na próxima Libertadores.

No entanto, o Atlético quer mais do que apenas garantir o sexto lugar do Brasileirão. A busca do elenco é por uma vaga direta na fase de grupos, que garante uma série de benefícios. No caso do Atlético, é aliviar o calendário já apertado, evitando as fases preliminares, além de garantir um dos pontos de cabeça de chave, já que o clube mineiro está entre os melhores ranqueados pela Conmebol.

"Vamos buscar chegar o mais alto possível na tabela, de preferência entre os três primeiros, para classificar direto para a Libertadores. Traz benefícios para o clube", disse o zagueiro Gabriel.

Além do Campeonato Brasileiro, o Atlético também pode conseguir uma vaga na Libertadores pela Copa do Brasil. O time alvinegro decide a competição com o Grêmio, nos dias 23 e 30, sendo a decisão em Porto Alegre. Mas seja pela Copa do Brasil, ou pelo Brasileirão, conseguir a vaga direta na fase de grupos é tratada como obrigação dentro da Cidade do Galo.

Tanto que foi o motivo da reunião do presidente Daniel Nepomuceno com os jogadores, após a derrota para o Coritiba, por 2 a 0, pela 34ª rodada do Brasileirão. Atualmente, a equipe atleticana está na quarta colocação, atrás de Santos e Flamengo, os concorrentes mais próximos, com quatro e três pontos a mais, respectivamente.

"Essa foi uma das coisas que a gente conversou. É importante terminar na segunda posição ou na terceira, para a gente não ter que passar pela pré-Libertadores. A cobrança do presidente foi em cima disso, a cobrança do Marcelo Oliveira também. Isso nos motiva. Nesse momento, a gente precisa trabalhar, porque as outras equipes estão vindo atrás, os pontos estão próximos, está ficando arriscado a nossa classificação entre os três. Vamos correr atrás disso, nossa equipe é capaz, vamos procurar definir isso nos próximos quatro jogos", prometeu o volante Júnior Urso.

As chances de o Atlético disputar a próxima Libertadores são enormes, 99% de acordo com o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, e de 99,99% de acordo com o site do departamento de matemática da Universidade Federal de Minas Gerais. Caso confirme mesmo a presença na edição de 2017 do torneio continental, o Atlético vai igualar um feito que entre os brasileiros somente o São Paulo já conseguiu. Por enquanto, o clube paulista é o único representante do Brasil com cinco participações consecutivas. E foram sete vezes, entre 2004 e 2010.

Quer receber notícias do Atlético-MG de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos