Atlético-MG sonhava com o título, agora precisa brigar muito pelo G3

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Sem chance de título, Atlético-MG traça busca pelo G3 como objetivo no Brasileirão

    Sem chance de título, Atlético-MG traça busca pelo G3 como objetivo no Brasileirão

Enquanto não chega a decisão da Copa do Brasil, com o Grêmio, o Atlético-MG segue focado no Campeonato Brasileiro. Sem praticamente chance de título, o clube traçou novo objetivo para a principal competição do país: terminar entre os três primeiros colocados.

A meta tem dois motivos óbvios. O primeiro é a vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores, que pode ser conquistada também pela Copa do Brasil, além da questão financeira. São R$ 2 milhões a mais para o terceiro colocado em relação ao quarto. Mas para conseguir alcançar o novo objetivo, o Atlético precisa ter uma campanha perfeita ou muito próxima disso nas últimas quatro rodadas do Brasileirão, além de torcer por tropeços de Santos e Flamengo, os dois principais rivais pelo G3.

O histórico da própria competição que aponta a necessidade de o Atlético vencer todos os adversários que tem no complemento da edição 2016, a começar pelo líder Palmeiras. O cenário mais parecido com 2016 aconteceu há quatro anos, quando o próprio Atlético estava envolvido.

Após 34 rodadas, em 2012, o Atlético era o vice-líder, com 64 pontos, enquanto o Grêmio era o terceiro, com 63. Assim como é agora, com Santos e Flamengo, respectivamente. Ao término daquele Brasileirão, o clube mineiro ficou garantiu o vice-campeonato com 72 pontos, com o rival gaúcho ficando em terceiro, com 71.

"Nosso objetivo no Brasileiro é o G-3. A gente sabe que é difícil, mas temos o confronto contra o Palmeiras, e tem confronto direto entre os times que estão na frente. Temos que estar precavidos para tudo", comentou o volante Rafael Carioca, lembrando que Flamengo e Santos ainda se enfrentam, pela 37ª rodada.

E realmente o confronto direto vai ser muito importante para que o Atlético alcance ou até mesmo confirme um lugar no G3. Para terminar entre os três primeiros colocados, além de uma campanha excepcional, o time alvinegro precisa também de torcer por tropeços de Santos e Flamengo.

"Com o grupo qualificado que temos, era para estarmos em situação melhor, disputando o título brasileiro. Agora que o título ficou distante, queremos ficar no G-3 para buscar a vaga direta na Libertadores. O Palmeiras é o time a ser batido no momento. Queremos vencer em casa e é importante para o grupo provar que superou o campeão brasileiro", disse Clayton, já colocando a equipe paulista como a campeão nacional de 2016.

Em 2008, 2009 e 2013 foram as temporadas com as pontuações mais baixas para o terceiro colocado. No entanto, após 34 jogos, os desempenhos de Flamengo, São Paulo e Atlético-PR, respectivamente, eram bem inferiores os números dos integrantes do G3 em 2016.

Quer receber notícias do Atlético-MG de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos